Descrição de chapéu Folhajus

IBGE prepara realização do Censo em 2022 para cumprir decisão do STF

Instituto afirma, porém, que há 'necessidade urgente' de mais verbas

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Porto Alegre

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) prepara um plano para cumprir a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que estabeleceu a realização do Censo Demográfico em 2022. A direção do instituto confirmou a informação nesta terça-feira (18).

No mesmo comunicado, o IBGE destaca que “há necessidade urgente de recomposição do orçamento” para conclusão de etapas preparatórias do levantamento ao longo de 2021.

Produzido a cada dez anos, o Censo mergulhou em impasse no país. A nova edição da pesquisa estava prevista para 2020, mas foi adiada para 2021 em razão da pandemia. O que acabou inviabilizando o trabalho neste ano foi o corte de recursos destinados ao levantamento.

O Orçamento de 2021, sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), passou a prever R$ 53 milhões para o Censo. Antes, a quantia estimada era de R$ 2 bilhões, mas foi reduzida ao longo da tramitação do projeto no Congresso.

Recenseadores do IBGE no centro de SP - Marcelo Justo - 29-jul.10/Folhapress

“Após votação do Supremo Tribunal Federal (STF), na sexta-feira (14 de maio), a Direção do IBGE prepara um plano para cumprimento da decisão judicial que estabeleceu a realização do Censo Demográfico em 2022”, afirmou o IBGE.

“O projeto descreverá as demandas de recursos a serem repassados ao Instituto ainda este ano, para que o Censo ocorra no ano que vem – por enquanto, sem data definida. A prioridade, agora, é fechar a proposta, já que há necessidade urgente de recomposição do orçamento para conclusão de etapas preparatórias essenciais ao longo de 2021”, acrescentou o órgão.

O impasse sobre o Censo causou preocupação entre especialistas. O temor é de que, sem o levantamento, o país amargue uma espécie de apagão estatístico, porque a pesquisa detalha condições de vida dos brasileiros. Na prática, as informações apuradas servem como base para políticas públicas e decisões de investimento de empresas.

Nesta terça-feira (18), o IBGE informou ainda que, após elaborar o plano, serão retomadas reuniões para definir “as melhores condições e o período adequado para realização do Censo em 2022”.​

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.