Descrição de chapéu Opinião Príncipe Harry

Meghan Markle pode ser feminista e princesa ao mesmo tempo?

Capuccinos feitos com as imagens de Harry e Meghan, em café de Windsor (Inglaterra) - Associated Press
TATI BERNARDI

Fiquei me perguntando se uma mulher que larga a carreira (e uma infinidade de interesses e gostos particulares) para se casar pode ser considerada feminista. Ainda mais se o marido é um príncipe. Ainda mais se a bênção é da rainha Elizabeth 2º. Ainda mais se a casa é um castelo.

Amigas mais entendidas logo me recriminaram: "feminista faz o que quer!". Pois muito bem, eu quero ser 100% sustentada por um aristocrata gato que me peça para abandonar a profissão e me dê uma lista de coisas que eu não posso fazer, falar ou pensar. Tudo para não desagradar sua família, que é supertradicional e curte o chá das cinco confabulando sobre minhas vestimentas (ou a falta delas) e os vexames do meu pai interesseiro.

 
Apesar de tamanha mudança em minha vida, e de um neoclássico de quatro andares na Vila Nova Conceição, quero me proclamar feminista. Apesar do meu tchauzinho sem balangar as banhas, do meu sorriso calculado vindo de uma carruagem a desfilar pela Paulista e de uma infinidade de empregadas para me servir, quero ser feminista. Será que vai ornar?

Mas feminista faz o que quer! Poxa, eu quero que abram portas pra mim, paguem meu jantar e me interrompam quando falo merda. Eu quero usar as camisetas "pode me paquerar na rua, sim, eu, que já estou com quase 40 anos, dou graças a Deus quando alguém assovia pra mim". Será que depois vão deixar que eu seja feminista?

Daí o leitor pode pensar: ai que recalque! Não é, não tenho nada contra o amor e o desejo de ser princesa (ou duquesa, não sabemos ainda o que a vovó real vai decidir). E Harry, além de tudo, é bem mais charmoso que o irmão e infinitamente mais pegável que o pai. A pergunta aqui é outra: Meghan Markle pode ser feminista e princesa ao mesmo tempo?

E a grande discussão "quem levará Meghan ao altar", será que é feminista?

Meghan Markle virou estátua de cera, boneca e chaveiro. Graças a sua luta por melhores salários para mulheres? Graças a sua opinião sobre os desmandos dos machos brancos opressores? Meninas (e meninos, crianças, intelectuais) piram com contos de fadas. E tudo bem. Mas será que é feminista?

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.