Descrição de chapéu Governo Trump

Trump encerra reunião após ser acusado de crime que pode gerar impeachment

Presidente deixou encontro com líderes democratas após três minutos

São Paulo e Washington | Reuters

O presidente dos EUA, Donald Trump, encerrou abruptamente uma reunião com líderes democratas do Congresso nesta quarta-feira (22), três minutos após seu início. O gesto ocorreu após ele ser acusado pela presidente da Câmara, a democrata Nancy Pelosi, de acobertar investigações. 

O relato da reunião desta quarta-feira na Casa Branca foi divulgado pelo The New York Times. O encontro reuniu Trump, Pelosi e Chuck Schumer, líder democrata no Senado. 

O presidente Donald Trump em entrevista coletiva no jardim da Casa Branca - Leah Millis/Reuters

Segundo o jornal, Trump entrou na sala, não cumprimentou ninguém e ficou de pé. O presidente disse que queria avançar em um projeto de investimentos em infraestrutura, comércio e outras áreas, mas que Pelosi havia dito algo "terrível" ao acusá-lo de acobertamento e que, portanto, não poderia seguir trabalhando com eles se as investigações não fossem interrompidas. 

Depois de apenas três minutos, Trump deixou a sala, de acordo com um democrata ouvido pelo New York Times. Ele então se dirigiu aos jardins da Casa Branca, onde falou com repórteres, em uma entrevista coletiva improvisada.

"Em vez de ir a uma reunião, eu fui lá para ver pessoas que só tinham a dizer que eu estava acobertando coisas. Eu não faço acobertamentos", disse Trump.

"Eu entrei na sala e falei ao senador Schumer e à líder Pelosi: 'Eu quero construir infraestrutura. Eu quero fazer isso mais do que vocês. Eu seria realmente bom nisso, é que eu faço. Mas vocês querem saber? Vocês não podem fazer isso nestas circunstâncias. Então terminem com essas investigações falsas'", prosseguiu o presidente.

Em um evento nesta quarta em Washington, Pelosi afirmou que Trump tomou parte em um esforço para obstruir a justiça e acobertar crimes, o que seria um ato capaz de gerar um impeachment.

"O fato é, numa visão simples e de conhecimento público, que este presidente está obstruindo a justiça e tomou parte em um acobertamento, e que isso poderia ser uma ofensa capaz de gerar impeachment", disse ela.

​Trump foi investigado pelo procurador especial Robert Mueller, que entregou um relatório no qual diz que a Rússia tentou influenciar as eleições de 2016 nos EUA, em benefício do atual presidente. No entanto, o procurador disse que ele não poderia confirmar se houve conspiração ou coordenação entre os russos e a campanha do republicano.

Mueller também citou cerca de uma dezena de ocasiões nas quais Trump, como presidente, buscou impedir as investigações, mas não deu conclusões se esses esforços podem ser considerados obstrução de justiça.

Trump disse que ele e seu governo deram todas as informações pedidas, e que considera que Mueller estava inclinado a tentar incriminá-lo. "Estas pessoas estão tentando nos pegar, o Partido Republicano e o presidente Trump", disse, se referindo a si mesmo na terceira pessoa. "Não houve conluio nem obstrução", afirmou. 

Os líderes democratas retomaram ao Congresso e disseram estar desapontados. Eles disseram que estavam prontos para fazer um acordo sobre um plano de US$ 2 trilhões para reconstruir estradas, pontes, aeroportos e outras estruturas.

Schumer sugeriu que Trump pode ter encerrado a reunião por não ter encontrado uma forma de pagar pelo pacote previsto. "As investigações estavam acontecendo há três semanas, e mesmo assim ele se encontrou conosco", disse.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.