Descrição de chapéu The New York Times

Negro mais rico dos EUA decide pagar dívidas de turma de universitários da qual foi paraninfo

Alunos gastam em média US$ 48 mil por ano de estudo, custeados com ajuda de empréstimos

The New York Times

Quando, no domingo (19), o bilionário Robert F. Smith disse à turma de formandos de 2019 do Morehouse College que sua família eliminaria a dívida estudantil deles, ninguém ficou mais espantado que Henry Goodgame.

Basta assistir ao vídeo do momento para ver: Goodgame fica boquiaberto, suas sobrancelhas sobem até a borda de seu capelo, seus olhos se mexem de um lado a outro, indicando que ele procura alguma explicação em algum lugar.

O bilionário Robert F. Smith, durante formatura no Morehouse College - Morehouse College - 20.mai.2019/AFP

Quando ele encontra a certeza de que isso está acontecendo realmente, sua descrença vira puro júbilo. Mesmo assim, ele leva mais um instante para conseguir se levantar e participar da ovação em pé.

Goodgame estava sentado atrás de Smith quando este fez seu anúncio. Isso porque seu trabalho é justamente levantar fundos e conservar os formandos em contato com o Morehouse, uma universidade particular, exclusivamente masculina e historicamente negra de Atlanta.

“Ouvi as palavras, mas não conseguia acreditar”, contou na segunda-feira Goodgame, que se formou no Morehouse em 1984 e é vice-presidente de relações externas e engajamento com ex-alunos da instituição.

“Que outra pessoa diga que o trabalho realizado por nossas instituições é digno de investimento e reinvestimento é tremendamente importante”, ele disse. “Nós temos a população que corre o maior risco de não sobreviver até os 18 anos. Mostramos a esses jovens que é possível ter uma educação ótima que é projetada e criada apenas para eles, que não se limita a química ou física.”

Goodgame contou que gastou US$ 5.000 (R$ 20.200) por ano para estudar no Morehouse College na década de 1980.

Hoje o ensino em tempo integral na universidade sai por US$ 25.368 (R$ 102 mil) por ano, e as despesas adicionais, incluindo hospedagem, alimentação, livros didáticos e taxas, podem elevar o custo total do estudo para mais de US$ 48 mil (cerca de R$ 193 mil) por ano.

John Cooper, formado em ciência política em Morehouse, que tinha uma dívida de US$ 98 mil em empréstimos estudantis - Audra Melton/The New York Times)

Criado em Birmingham, Alabama, filho de um metalúrgico e uma professora, Goodgame disse que entende que existe um “efeito dominó” sobre os formandos quando não conseguem saldar a primeira prestação de sua dívida estudantil seis meses depois de se diplomarem.

Isso pode prejudicar a autoconfiança deles e sua classificação de crédito, e eles podem adiar o momento de se casar e ter filhos. “Agora eles não vão precisar adiar seus sonhos”, ele disse.

Mais de 90% dos alunos do Morehouse College recebem alguma forma de assistência financeira, segundo a universidade, incluindo bolsas de estudo, empréstimos estudantis e empregos em tempo parcial que podem ser coordenados com seus estudos. Mais ou menos metade dos alunos tem direito a subsídios do governo federal para ajudar estudantes sem condições financeiras de pagar a faculdade.

Segundo uma análise de dados do Departamento de Educação realizada pelo “Wall Street Journal”, a maioria dos formandos em universidades historicamente negras não paga sequer US$ 1 do saldo original de sua dívida nos primeiros anos depois de se diplomar. Sua carga de dívida federal é um terço maior que a dos formandos em cursos de quatro anos de duração de outras faculdades públicas ou sem fins lucrativos.

O empresário Robert F. Smith, em escritório em Nova York - Chester Higgins Jr - 12.fev..2014./The New York Times

Robert Smith fez uma doação ao Morehouse College no início do ano para financiar bolsas de estudos. Ele disse à plateia no domingo que o presente que estava dando aos 396 formandos, eliminando a dívida estudantil deles, tem como objetivo dar um exemplo, iniciando uma “corrente do bem”.

 “Onerar os formandos com uma dívida tão grande deixa tantas nuvens no horizonte”, disse Goodgame, fazendo referência ao selo do Morehouse College, que mostra o sol se levantando acima das nuvens.

“Agora as nuvens se afastaram e a chuva passou. Há um caminho claro para o sucesso que se abre pela frente.”

Tradução de Clara Allain   

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.