Avião russo faz pouso de emergência em milharal após colidir com pássaros

Setenta e quatro pessoas ficaram feridas, mas não houve mortos

Moscou | AFP

Um Airbus A321, com 226 passageiros e 7 tripulantes a bordo, fez um pouso de emergência nesta quinta-feira (15) em um milharal na região de Moscou depois de colidir com um bando de pássaros, afirmaram autoridades russas.

Setenta e quatro pessoas, incluindo 19 crianças, ficaram feridas. Deste total, seis foram hospitalizadas, segundo informações do Ministro da Saúde para agências de notícias russas.

O Kremlin disse que é um milagre que nenhum dos passageiros tenha morrido e está tratando os dois pilotos do avião como heróis. "Parabenizamos os heroicos pilotos que salvaram a vida das pessoas", disse o porta-voz Dmitry Peskov, acrescentando que eles devem receber honrarias de Estado.

O avião fez o pouso de emergência às 3h20 (horário de Brasília) em local próximo ao aeroporto de Jukovki, nos subúrbios de Moscou, segundo a Rosaviatsia, agência russa de transporte aéreo federal.

O destino do voo era Simféropol, principal cidade da península ucraniana da Crimeia, anexada pela Rússia em 2014.

Várias aves perturbaram o trabalho dos motores, o que motivou a tripulação a optar pelo pouso de emergência. Os passageiros saíram por escorregadores acoplados às portas, e instruídos a se distanciarem da aeronave.

"Tudo aconteceu em poucos segundos. Tínhamos decolado e de repente pousamos", explicou Irina Usatcheva, uma das passageiras, à rede de televisão pública Russia 24. O voo não durou mais de dois minutos.

Vitya Babin, 11, que estava no avião com sua mãe e sua irmã, disse que os passageiros não foram avisados de que haveria um pouso de emergência. 

O Comitê de Investigação do país anunciou a abertura de uma investigação sobre o incidente.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.