Descrição de chapéu Diplomacia Brasileira

Embaixador da Argentina diz que Alberto Fernández quer encontro com Bolsonaro até fim do ano

Daniel Scioli afirma a presidente que Argentina quer trabalhar com governo brasileiro, 'deixando para trás desencontros'

Brasília

O embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Osvaldo Scioli, disse nesta quarta-feira (19) que o presidente Alberto Fernández quer encontrar o colega brasileiro, Jair Bolsonaro (sem partido), até o final deste ano.

"Trouxe mensagem do presidente Alberto Fernández da vontade de trabalhar junto ao presidente Bolsonaro e sua equipe, deixando para trás desencontros", disse Scioli após a reunião em que entregou ao presidente brasileiro sua carta credencial.

O embaixador Daniel Scioli conversa com o presidente Jair Bolsonaro.
O embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, conversa com o presidente Jair Bolsonaro - Marcos Corrêa/Presidência da República

Scioli foi vice-presidente da Argentina entre 2003 e 2007, no governo de Néstor Kirchner, e governador de Buenos Aires de 2007 a 2015.

Brasil e Argentina vivem uma relação conturbada que se agravou porque o país vizinho tem colocado barreiras para emitir licenças de importação de produtos brasileiros.

O assunto já é tratado por técnicos do governo Bolsonaro como o maior foco de tensão na relação comercial com a administração do presidente peronista.

Não bastassem as trocas de provocações entre os presidentes Jair Bolsonaro e Alberto Fernández, o comércio entre os maiores sócios do Mercosul despencou com a crise do coronavírus.

"Falamos sobre como a pandemia está afetando a economia mundial. O desafio agora é recuperar o volume de intercâmbio comercial", disse Scioli.

O embaixador relatou ter pedido a Bolsonaro uma linha direta com ministros como Tereza Cristina (Agricultura) e Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) para "destravar questões da economia regional".

"Foi uma reunião muito franca e direta. Estou seguro que [uma eventual reunião entre Bolsonaro e Fernández] será um encontro frutífero para o bem dos nossos povos", afirmou o diplomata.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.