Descrição de chapéu Eleições 2018

Kim Kataguiri anunciará candidatura à presidência da Câmara

Ele conta com a 'pressão das redes sociais' e com 'novos parlamentares direitistas'

Anna Virginia Balloussier
São Paulo

Quarto deputado federal mais bem votado em São Paulo, Kim Kataguiri (DEM) anunciará nesta segunda (8) sua candidatura à Presidência da Câmara, hoje sob guarda do colega de partido Rodrigo Maia.

"Regimentalmente, não preciso da autorização de ninguém. Meu partido é o MBL, e nele eu tenho consenso", diz sobre a possibilidade do veterano barrar a ideia dentro da legenda.

Kim Kataguiri (DEM), do MBL, quarto deputado federal mais bem votado em São Paulo
Kim Kataguiri (DEM), do MBL, quarto deputado federal mais bem votado em São Paulo - Eduardo Anizelli - 13.set.2018/Folhapress

O DEM terá a nona maior bancada da nova legislação, empatado com o PSDB (29 parlamentares eleitos cada). Um tombo para as duas legendas, que hoje têm, respectivamente, 43 e 49 deputados. O PT de Fernando Haddad e o PSL de Jair Bolsonaro formarão as maiores bancadas, com 56 e 52 representantes.

Para Kim, um dos fundadores do MBL (Movimento Brasil Livre), a influência dos núcleos partidários terá menos força na nova legislação. Ele diz que pretende chegar à liderança da Casa "com pressão das redes sociais e apoio dos novos parlamentares direitistas".

O futuro deputado, contudo, não pode assumir o cargo: não tem idade para tanto, segundo Renato Ribeiro de Almeida, professor da Escola Paulista de Direito e membro da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político. 

Kim "ignora que, para chegar como terceiro da linha sucessória da Presidência da República, deveria ter 35 anos completos no ato da investidura", diz Almeida. "Por esse motivo, o futuro parlamentar, que estará com 23 anos na data da posse, está impedido de assumir a Presidência da Câmara dos Deputados. Caso insista na candidatura, certamente algum partido levará a questão ao Supremo Tribunal Federal." 

 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.