Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Em feriado, Bolsonaro chora, canta com a mãe, revê irmão e sobrevoa jazidas em SP

Presidente visita o Vale do Ribeira, no interior do estado, sua região de origem

Anaïs Fernandes
Miracatu

O presidente Jair Bolsonaro visitou na manhã desta quinta-feira (20) o Vale do Ribeira, no interior do estado, sua região de origem.

Ele viajou acompanhado do ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, do filho e deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e do também deputado federal Marco Feliciano (Pode-SP).

Bolsonaro passou primeiro em Eldorado Paulista, cidade onde foi criado. Lá, visitou a mãe e irmãos. Nas redes sociais, seu filho Eduardo postou um vídeo do momento da chegada do presidente. Bolsonaro se emocionou.

O presidente também visitou a mãe, Olinda Bonturi Bolsonaro, 92. Juntos, cantaram Mamma.

A mãe do presidente vive em Cajati, cidade de 28 mil habitantes no Vale do Ribeira, que fica 230 km ao sul de São Paulo. Mora num condomínio fechado, com Vânia, a mais nova de seus seis filhos.

Cinco dos seis filhos —Jair é o terceiro— moram no Vale do Ribeira: além de Vânia, Maria Denise, Renato Antônio, Angelo Guido e Maria Solange estão num raio próximo à mãe. 

Desde que assumiu a Presidência, os encontros de Jair com a mãe são cada vez mais raros. O presidente costuma conversar com a mãe com chamadas de vídeo pelo celular.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) posta foto com mãe, Olinda, durante a Páscoa em rede social
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) posta foto com mãe, Olinda, durante a Páscoa em rede social - Reprodução/Instagram

Grafita

Depois, o presidente sobrevoou a região de Miracatu para ver jazidas de grafita no município. Após processo industrial, o mineral dá origem ao grafeno, cuja principal aplicação hoje é em baterias para veículos elétricos e híbridos. 

O Brasil tem a 4ª maior reserva mundial de grafita, mas a exploração se concentra em Minas Gerais e na Bahia. Desde a campanha, Bolsonaro defende a exploração de minerais como a grafita ou metais como o nióbio, em que costuma dizer que está "a janela de oportunidades" do Brasil.

Em Miracatu, Bolsonaro almoçou com o irmão Renato Bolsonaro, além de políticos locais, como o prefeito Ezigomar Pessoa (PSDB) e vereadores da cidade.

Em 2016, Renato se candidatou pelo PR à Prefeitura de Miracatu, mas foi derrotado na disputa. Em 2018, foi exonerado do cargo de assessor especial parlamentar na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo por suspeita de ser um funcionário fantasma.

Antes do almoço, Bolsonaro parou para cumprimentar pessoas que aguardavam sua chegada e tirar fotos. Além dos habitantes de Miracatu, havia também moradores de outras cidades da região. Foi aplaudido e ouviu gritos de "mito".

Uma moradora da cidade que aguardava a chegada do presidente dizia que "hoje é um dia de festa para Miracatu".

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.