Descrição de chapéu Coronavírus

Exército tira do ar estudo que defende forma de isolamento que contraria Bolsonaro

Página divulgou pesquisa que recomendava quarentena para toda a população, e não apenas idosos e grupos de risco do novo coronavírus

São Paulo

Desde esta segunda-feira (6), o site do Centro de Estudos Estratégicos do Exército (CEEEx) está fora do ar. O órgão, que é subordinado ao Exército, publicou na última quinta-feira (2) estudo indicando o isolamento horizontal como forma de combater o coronavírus.

O presidente Jair Bolsonaro tem criticado medidas tomadas por governadores e defendido o isolamento vertical, que incluiria apenas idosos e grupos de risco para a Covid-19.

Intitulado "Crise Covid-19 estratégias de transição para normalidade", o estudo havia sido noticiado pelo jornalista Rubens Valente, do UOL, no domingo (​5) e pelo menos desde esta segunda-feira não está mais disponível, como noticiou o Nexo.

Procurado pela Folha, o Exército informou apenas que "o endereço eletrônico encontra-se em manutenção". Diante da resposta, solicitou-se que o estudo fosse enviado por email, o que foi negado.

Imagem mostra tela do site do o site do Centro de Estudos Estratégicos do Exército (Ceeex) com estudo publicado no dia 2 de abril de 2020 com o título "Crise Covid-19 estratégias de transição para normalidade"
Estudo foi noticiado no domingo (5) e, na segunda-feira (6), site do CEEEX saiu do ar. Segundo Exército, página está em manutenção. - Reprodução

Questionado também sobre qual a previsão de retorno do site e desde quando a página está em manutenção, o Exército não respondeu.

Também procurado pela Folha, o CEEEx afirmou que "o site está em manutenção, ainda sem previsão de retorno. Nossa equipe está trabalhando para colocá-lo no ar novamente".

O estudo afirmava que "há um consenso mundial, entre os especialistas em saúde, de que o isolamento social seja a melhor forma de prevenção do contágio, especialmente o horizontal, para toda a população".

​Consta entre as responsabilidades do Centro, criado em 2003, a avaliação de "conjunturas nacional e internacional para determinar situações, na área externa ao Exército, que aconselhem iniciativas para superar conflitos e crises ou para atender interesses da Defesa Nacional".

Por meio do site WayBack Machine, que grava versões antigas de páginas da internet, ainda é possível ver o estudo publicado. O último registro dele na plataforma é do dia 6 de abril às 2h56.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.