Folha promove fórum que debate economia limpa e combate à poluição; veja programação

3º fórum Economia Limpa, feito em parceria com Abralatas, acontecerá no dia 27 de agosto

São Paulo

Folha realiza no dia 27 de agosto o 3º fórum Economia Limpa, feito em parceria com a Abralatas (Associação Brasileira de Fabricantes de Latas de Alumínio). Nesta edição, o evento tratará de temas como tributação verde, evolução da Política Nacional de Resíduos Sólidos e combate à poluição de rios e mares.

A economia limpa é um conceito que define mercados voltados para a redução dos riscos ambientais e escassez ecológica, de forma a promover maior bem-estar para a população. A tributação verde é um modelo  que considera o impacto ambiental da atividade econômica e promove a economia limpa. 

Pátio de reciclagem de cooperativa
Pátio de reciclagem de cooperativa - Tulio Vidal/Divulgação Ambev

Alguns países da América Latina, como México, Chile e Colômbia, têm avançado na implantação de tributos verdes, enquanto o Brasil ainda tem poucas iniciativas para a área. Uma delas é a “Cide Verde”, que tramita na Câmara e propõe criar uma alíquota sobre a venda de combustível, com o objetivo de financiar o transporte coletivo. 

Oito anos após a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, quase metade das cidades brasileiras (45%) não tem um plano de gestão de resíduos, segundo pesquisa do IBGE divulgada em julho.

Além disso, somente 42% dos municípios têm coleta seletiva de resíduos domésticos e 15% asseguram o destino correto de embalagens de produtos agrotóxicos. Esses dados indicam que grande parte das cidades não registra informações sobre o lixo que geram e não mantêm projetos de tratamento adequado ou reciclagem.

No Brasil, a poluição de rios também é uma realidade comum nas grandes capitais, como São Paulo, Rio, Recife e Porto Alegre. Um dos principais motivos é o saneamento básico precário. Cerca de 45% da população urbana no país não têm seu esgoto tratado e despeja resíduos nas águas.

Enquanto isso, tentativas de despoluição como a do rio Tietê, que ocorre desde 1992, consomem grande quantidade de recursos e dão poucos resultados. As informações são ainda mais preocupantes se levarmos em conta que 13% da água doce superficial do mundo se concentra no país.

O fórum, onde especialistas debaterão esses e outros assuntos, acontece a partir das 8h30 na Unibes Cultural (rua Oscar Freire, 2.500 – Sumaré), em São Paulo. As inscrições podem ser feitas gratuitamente no site Folha Eventos.

3º FÓRUM ECONOMIA LIMPA

SEGUNDA-FEIRA (27/8)

CREDENCIAMENTO E WELCOME COFFEE

HORÁRIO: 8h30 às 9h30


ABERTURA

HORÁRIO: 9h30 às 10h20


MESA 1: Meio ambiente e política tributária

HORÁRIO: 10h20 às 11h10

PARTICIPANTES:  Everardo Maciel, diretor da consultoria fiscal Logos


MESA 2: Tributação verde e competitividade

HORÁRIO: 11h10 às 12h​

PARTICIPANTES:  Donizete Tokarski, diretor-superintendente da Ubrabio (União Brasileira do Biodiesel);  Elbia Gannoum, presidente-executiva da Abeeólica;  Jorge Pinheiro Machado, diretor para a América Latina do R20 – Regions of Climate Action;  Ricardo Guggisberg, presidente-executivo da ABVE (Associação Brasileira de Veículos Elétricos)


BRUNCH

HORÁRIO: 12h às 12h40


MESA 3: Evolução da Política Nacional de Resíduos Sólidos

HORÁRIO: 12h40 às 13h40

PARTICIPANTES:  Arnaldo Jardim, deputado federal (PPS-SP);  João Cesar Rando, diretor-presidente do Inpev (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias);  Luís Fernando Barreto, promotor de Justiça e presidente da Abrampa (Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público de Meio Ambiente);  Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de suprimentos e sustentabilidade da Ambev


MESA 4: Rios e mares

HORÁRIO: 13h40 às 14h30

PARTICIPANTES:  Alexander Turra, professor e pesquisador do Instituto Oceanográfico da USP e integrante da comissão gestora do Plano Nacional de Combate ao Lixo do Mar;  Jair Vieira Tannus Junior, secretário de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente;  Malu Ribeiro, especialista em água do SOS Mata Atlântica


ENCERRAMENTO

HORÁRIO: 14h30

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.