Microsoft supera valor de mercado de US$ 1 trilhão em Wall Street

Serviços para empresas e computação em nuvem ajudaram empresas a se tornar terceira a atingir a marca

AFP

A Microsoft superou nesta quinta-feira (25) pela primeira vez em sua história um valor de mercado de US$ 1 trilhão em Wall Street, se tornando a terceira gigante tecnológica a alcançar essa marca simbólica, atrás da Apple e da Amazon. 

O feito ocorreu depois que as ações da Microsoft subiram cerca de 5%, a 130,59, na abertura do mercado, superando US$ 1 trilhão, após a publicação de um relatório que mostrou lucros sólidos no dia anterior. 

Loja da Microsoft na cidade de Nova York - Carlo Allegri -21.aug.2018/REUTERS

Nesse nível, a Microsoft se torna a terceira empresa privada a quebrar a marca, poucos meses depois que a Apple ultrapassou o limite várias vezes no final do ano passado, e da Amazon, também em 2018. Nesta quinta-feira, a Microsoft estava à frente de ambas.

A empresa estimulou os investidores com seus resultados financeiros para o terceiro trimestre de seu exercício divulgado nesta quarta-feira, que foram melhores do que o esperado pelos analistas. 

A Microsoft informou um aumento de 19% nos lucros no trimestre que fechou em 31 de março, a US$ 8,8 bilhões, além de US$ 30,8 bilhões em receitas (+14% em relação ao mesmo período do ano passado). 

Os serviços empresariais e, especialmente, a oferta de armazenamento virtual (nuvem) da gigante dos computadores - onde compete diretamente com a Amazon - impulsionaram os resultados.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.