Descrição de chapéu Moda Praia Folha Verão

Visite a casa oficial do tiê-sangue no norte de Ubatuba

Praia da Fazenda é opção para fugir do agito no litoral norte de São Paulo

Roberto de Oliveira

Em plena temporada de férias no abarrotado litoral paulista, é quase impossível imaginar que ainda exista uma praia deserta, tranquila, livre dos vendedores ambulantes e da aglomeração. 

Acredite: essa praia existe. 

E mais: ela é tomada por um corredor de mata atlântica ao fundo que vem lá da Serra do Mar. Coberta por uma faixa de areia branca que se estende por 3,5 km, com mar calmo, praticamente sem ondas, é um convite ao banho.

Estamos falando da praia da Fazenda, uma entre as 102 praias na contagem oficial de Ubatuba.

Localizada no extremo norte do litoral paulista, situa-se a pouco menos de 25 km da divisa entre os 
estados de São Paulo e do Rio.

Para quem sai do centro de Ubatuba, são cerca de 40 km pela Rio-Santos até lá. Pelo caminho, o visitante irá avistar placas indicativas do Núcleo Picinguaba do Parque Estadual Serra do Mar. Deverá, então, entrar à direita em uma pequena estrada de terra e areia que leva até a sede do parque, que possui infraestrutura de estacionamento, sanitários e duchas.

O acesso à praia, é claro, é gratuito. Algumas das trilhas do parque, contudo, podem ser visitadas na companhia de monitores de comunidades cadastradas. Para acessá-las, o turista deve pagar uma 
taxa mínima de R$ 15 (inteira).

O ideal é que você carregue consigo uma mochila abastecida de água, lanche, repelente, protetor solar, toalha e, vale lembrar, um saquinho para trazer o seu lixo de volta.

A praia da Fazenda está inserida em uma área de proteção ambiental. É território para contemplar a natureza.

De frente para o mar, no lado esquerdo da praia, está o rio Picinguaba, que também dá nome à vizinha vila de pescadores, acessível após cerca de 20 minutos de caminhada.

Na maré baixa, é possível atravessá-lo. Do outro lado, dá para avistar, principalmente no fim de tarde, duas espécies admiradas sobretudo pelos “birdwatchers” estrangeiros: o tiê-sangue, ave de aproximadamente 20 cm de comprimento, e o saíra-sete-cores, que mede entre 10 cm e 14 cm, enquanto se assiste 
à explosão de cores do pôr do sol refletidas no encontro das águas do rio com o mar.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.