Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
02/05/2007 - 20h52

Anhangabaú terá Corpus Christi com 100 mil gays; leia destaques GLS

Publicidade

SÉRGIO RIPARDO
Editor de Ilustrada da Folha Online

No feriado de Corpus Christi (7 de junho, quinta-feira), mais de 100 mil gays vão passar pelo vale do Anhangabaú (região central de SP), onde será realizada pela primeira vez a feira cultural que antecede a parada (dia 10, domingo, av. Paulista).

Divulgação
Cartaz da parada de SP de 2007
Cartaz da 11ª parada gay de SP
A transferência da feira do largo do Arouche para o Anhangabaú provoca chiadeira. "No Anhangabaú, o público é diferente. Há muitos moradores de rua e prostitutas. Não sei como eles vão tratar a gente", conta a militante Adriana Simone da Silva, dona da Acessórios Arco-Íris, loja de souvenirs no Arouche.

No ano passado, a sétima edição da feira cultural levou um público estimado em 90 mil pessoas ao Arouche, point tradicional de conveniência dos gays devido à presença de bares e boates na região.

Custos maiores

A dona da Acessórios Arco-Íris diz que pagou mais neste ano pelo aluguel da barraca e que terá mais custos para transportar seus produtos até o Anhangabaú.

"Quem vende camiseta, por exemplo, vai ter enfrentar uma concorrência maior, porque haverá mais expositores no Anhangabaú", reclama.

A justificativa oficial da mudança é oferecer um espaço maior para a instalação das tendas e de palco para shows, sem prejudicar o trânsito e com mais segurança. É no Anhangabaú onde está a sede da prefeitura. Neste ano, a organização da feira foi terceirizada, ficando a cargo da empresa de eventos Fun Prime, que traz no currículo festas como o 1º de Maio da Força Sindical e da CUT.

Trios elétricos

Nesta quarta-feira, terminou o prazo para garantir trios elétricos na parada gay de 2007, no limite de 23 carros. Os organizadores já confirmaram os trios de dois sites de relacionamentos (Disponivel.com e ManHunt), da boate The Week, da revista "G Magazine", da drag Salete Campari, da festa Trash'80, além de entidades como Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo, Central de Movimentos Populares, CUT. Na próxima semana, deve ser fechada a programação completa da semana do orgulho gay. Sobre a estimativa do público, os organizadores evitam falar em quebrar o recorde de 2006. Preferem dizer que buscam um público com mais consciência política sobre o tema da parada ("Por um Mundo Sem Racismo, Machismo e Homofobia"). A menos de 40 dias, só falta definir como isso será feito.

Reprodução
Capa do livro "Entre Nós"
Capa do livro "Entre Nós"
Estante

É raro encontrar um livro interessante com temática homossexual em português. Um bom exemplo é "Entre Nós" (300 págs, R$ 35), recém-lançado pela editora Língua Geral, que traz 19 contos escritos por alguns dos maiores escritores brasileiros, como Machado de Assis, Rubem Fonseca, Lygia Fagundes Telles e Hilda Hilst. A obra foi organizada pelo contista e romancista Luiz Ruffato. O barato do livro é mostrar as diferentes linguagens desses medalhões na composição de personagens gays.

Novo paraíso?

Um novo clube de sexo, escondido no quarteirão tomado por africanos na av. São João, virou assunto entre biluzinhas que freqüentam a praça da República e redondezas. É o Paradise For Men (www.paradiseformenclub.com.br), localizado no nº 1.101 da famosa avenida. Abriu há menos de um mês. São três andares (bar com palco, sala de jogos, musculação e sauna). "Antes era uma galpão, que foi demolido. Buscamos um público maduro, acima dos 40 anos, com estabilidade financeira", conta o sócio Carlos Alves, 42, que trabalhou na sauna Alterosas. O lugar tem capacidade para mais de 500 homens. Abre diariamente, a partir das 14h. Os dias fortes são as sextas e finais de semana, quando a entrada custa R$ 27. Das 14h às 17h, paga-se apenas a metade do preço. Nos domingos, é promovido um bingo. Há ainda shows de strippers. Quase ao lado, fica o cine pornô Zen. A Champion, sauna concorrente mais próxima, está fechada para reforma.

Divulgação
Leão Lobo festeja 3 anos de programa na Band
Leão Lobo festeja 3 anos de programa na Band
TV

Leão Lobo arranjou confusão com os fãs roxos de Siri, namorada do Alemão, vencedor do "BBB7". Com seis anos de Band e três anos no comando do programa "De Olho nas Estrelas", o apresentador odeia falar do "Big Brother" e chegou a esnobar a ex-sacoleira no ar. "Para mim, Siri é amiga do caranguejo. Como vou falar de uma pessoa que se chama Siri?" Após a alfinetada e um e-mail de telespectadores, ele fez o mea-culpa: como uma pessoa com dois bichos no nome (Leão + Lobo) pode xoxar alguém que se chama Siri (na verdade, Irislene)?! O apresentador aproveita também para teorizar: "Esses programas de reality show banalizaram a vida, o ser humano. As pessoas não têm função, querem ser famosas sem saber o que vão fazer".

Divulgação
Cachecol dá bandeira no frio
Cachecol dá bandeira no frio
A pinta do cachecol

Basta cair a temperatura em São Paulo para ele sair do fundo da gaveta e ganhar as ruas. Há gays que adoram usar cachecol como acompanhante do seu desfile de malemolência pelas calçadas. Com o frio do último final de semana, dos Jardins ao centro, as bees anteciparam a coleção de inverno, marchando altivas com seus laços ao redor do pescoço. Umas caminham como divas, jogando seu cachecol para o lado, enjoadas e abusadas com a humanidade. Cuidado apenas com o destino da bailarina Isadora Duncan (1878-1927), que morreu enforcada na própria echarpe enroscada no pneu de um carro.

Pit stop

Para quem anda pelo circuito dos cinéfilos do Espaço Unibanco, tem desde a semana passada mais um point 24h. É a filial do Vanilla Caffé, na r. Antonio Carlos, 404, quase esquina com a r. Augusta. Além de café, o lugar oferece doces, salgados, lanches, lounge, revistaria e dois micros conectados. É uma opção ao Fran's Cafe (r. Haddock Lobo, 586) e à Bella Paulista (r.Haddock Lobo, 354).

Dicas

"Lord Byron"" é o site do bar de grisalhos e gays maduros em São Paulo.

"Transex and the city" é a redublagem versão travesti de "Sex and the City".

"Destaques GLS" é publicada às quartas. Endereço para envio de comentários e sugestões: sergio.ripardo@folha.com.br. Só serão respondidos e-mails de remetentes identificados

Leia mais
  • As 10 mais lidas e 10 menos lidas em 6 meses
  • Novo inferninho de SP, Tirana vai bombar a São João
  • Posto 9 é um pecado na Semana Santa
  • Boate de SP abre guerra a gays "truqueiros"
  • São Paulo vira capital do "gay carão";
  • Gays deitam no divã e enfrentam 3 tormentos

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre destaques GLS
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página