Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/04/2007 - 21h42

As 10 mais lidas e 10 menos lidas em 6 meses; leia destaques GLS

Publicidade

SÉRGIO RIPARDO
Editor de Ilustrada da Folha Online

Escrever sobre gays é mais difícil do que cobrir as intricadas operações do mercado financeiro, como fiz durante cinco anos. Todo mundo gostar de ler sobre sexualidade, mas poucos se arriscam em falar ou dedicar tempo e estudo a esse tema. Há avaliações de que "falar sobre gays" estigmatiza, rebaixa, envergonha, restringe seu campo de atuação profissional. Quem tenta entender essa área enfrenta um martírio. Há fontes confiáveis? Como evitar generalizações, clichês, ranços, preconceitos? Existe realmente uma identidade gay? Por que abrir espaço para assuntos homossexuais?

"Destaques GLS" completa seis meses. É pouco tempo para ter todas as respostas. A seguir, uma listinha aponta os dez textos mais lidos nesse período. E os menos lidos também.

1- Lista revela os 10 gays mais poderosos do Brasil

O tema despertava curiosidade em todo mundo. Deu trabalho. Lésbicas se recusaram a falar. Por isso, projeto foi reformulado, e lista focou apenas nos homens. Após publicação, até alguns escolhidos saíram "xoxando" a iniciativa em público ("não tem nordestinos", "lá fora já se fez isso"). A edição 2007 da lista já começou a ser pensada.

2- Globo coloca ex-BBB gay na geladeira

Os internautas se interessam mais pela dobradinha "famosos" e "mundo gay"? Alguns tomam isso como verdade. As revistas brasileiras de celebridades ainda são tímidas nesse ramo. Mas a quarta mais lida, a seguir, parece ponderar essa tendência de que só a vida dos famosos chama atenção.

3- São Paulo vira capital do "gay carão"

O tema foi bastante comentado. Leitores diziam: "Antes, eu achava que o problema era só na minha cidade". Outros cobravam rigor científico (não era bem a proposta do texto): "Ah, give me a break, só porque três drags falaram não significa que isto seja verdade." Houve também quem reclamasse que as "carões" não tiveram espaço para defender suas atitudes.

4- Bambam quer bater recorde de Alexandre Frota

O fortão do "Big Brother" sempre teve lugar cativo em blogs gays por representar um tipo de físico almejado e admirado, a exemplo de Frota, um dos campeões de venda da "G Magazine". O confronto entre os dois, ensejado pelas declarações de Bambam, inspirou fantasias.

5- Saiba o que a elite gay vai vestir no verão

Apesar de estar no sexto lugar, foi o texto que mais recebeu e-mails. Houve muitas reações furiosas, mensagens ofensivas. Até um assessor parlamentar do PT, o militante Julian Rodrigues, disparou em um fórum público: "E pensar que essa quá-quá fútil edita a Ilustrada da Folha Online". Outro internauta questionou: "E a terceira idade gay? O que deve vestir?" O assunto está na lista de pautas.

6- SP abre maior sauna gay da América Latina

Confesso que tive muito receio de escrever sobre a abertura dessa sauna. A palavra "sauna" ainda remete a algo proibido. Mesmo entre os gays, ninguém gosta de admitir que freqüenta sauna. Mas as informações eram exclusivas, o empreendimento era significativo. Para quem já cobriu diversas inaugurações de fábricas e indústrias, por que não uma sauna?!

7- Boate de SP abre guerra a gays "truqueiros"

A The Week é conhecida no Brasil inteiro. O clube está sempre em sites gays, mas assuntos incômodos costumam ser deixados de lado. Talvez por falta de independência ou medo de alguns jornalistas de serem excluídos da lista VIP do clube. André Almada, sócio da The Week, disse a um amigo que odiou esta edição de "Destaques GLS".

8- Posto 9 é um pecado na Semana Santa

É um point clássico do Rio. Merecia todo esse destaque. Fiz mais de 300 imagens e dezenas de pequenos vídeos. Tentei aproveitar ao máximo, porque na internet há pouca informação confiável e atualizada sobre o Posto 9. Alguns leitores odiaram ter divulgado que há gays no "Coqueirão". Um dos e-mails falava: "São artistas, intelectuais, jornalistas, publicitários. Os gays só ficam em frente a Farme." Como assim? Não existem gays nessas categorias?

9- Gays deitam no divã e enfrentam 3 tormentos

A idéia inicial era listar os 10 tormentos mais comuns. Mas ficou um texto enorme, quilométrico, quase uma bíblia. Muitas questões se entrelaçavam. Era um tormento tentar condensar tudo. Não havia tempo hábil. O psicólogo ajudou. A solução foi restringir a três pontos mais significativos.

10- Florianópolis quer "roubar" gays do Rio no Carnaval

A capital catarinense virou um dos principais destinos GLS do país, atraindo novos empreendimentos. Desde 2005, a Folha Online possui uma página especial sobre Turismo GLS.

As dez menos lidas

1- Brasil terá nova revista gay

Era o começo. O tema não era tão palpitante. Mas Renato Fernandes me fez uma rica avaliação sobre os bastidores da mídia gay no Brasil.

2- Veja quem saiu do armário em 2006

Foi um trabalho insano levantar as informações e checar tudinho. Mas era semana de feriadão. Muitos internautas só queriam saber de viajar e aproveitar o Réveillon.

3- Travestis pedem comida a políticos de SP

O assunto foi escolhido de última hora. Era para diversificar o foco, valorizando também as iniciativas dos travestis. No início, o contato com as trans foi traumático. Algumas achavam que era trote, não acreditam que um jornalista poderia demonstrar interesse em suas histórias. A blogueira trans Hilda Brazil chegou a bater telefone na minha cara.

4- Gays antenados invadem Second Life

Em novembro passado, ninguém sabia o que era Second Life. Ainda era um assunto cifrado. Só agora o tema começa a ganhar corpo, a despertar atenção mais geral, com longas reportagens na mídia. Não leve muito a sério: é só uma modinha, totalmente passageira. Quem não tem uma máquina turbinada só se irrita. Sem falar nos vírus, spams, chatos...

5- Conheça o DJ mais badalado de SP

Por que os gays escolhem ir à boate X, e não à boate Y? A questão intrigava. É um erro achar que "a maioria dos gays" freqüenta boates. Há gays que odeiam clubes assumidos ou que toquem "drag music". Mesmo em redutos descolados de São Paulo, falar sobre a orientação sexual de DJs é um tabu. É o argumento de que é assunto íntimo, privado. Também pode ser medo de sofrer algum tipo de rejeição. E essa rejeição é real.

6- Bolachas fervem em duas noitadas em SP

Era a segunda vez que um assunto de interesse da comunidade lésbica ganhava destaque. Antes, tinha sido em novembro. Consultando leitores cativos, um deles comentava: "Pára de abrir sempre com festas de SP. Os internautas querem saber sobre coisas de outros lugares."

7- Brasília sai do armário e pitboys atacam no Rio e SP

Brasília foi um achado nesse esforço de ampliar a visão para fora de São Paulo. O crescimento desse mercado se confirmou nos meses seguintes com a abertura da filial da "Blue Space" e com outras reportagens sobre o mesmo assunto em publicações gays.

8- Thalia Bombinha sacode Teatro Folha

Não foi um campeão de audiência, mas Thalia Bombinha é divertidíssima, em suas poses e carões. Era, de novo, véspera de feriado. Dá para entender os interesses dos internautas.

9- Gays fazem revolução no Chile

O Chile não é lá o país sul-americano mais comentado. Nesse quesito, a Argentina ainda ganha. Mesmo assim, valia a pena destacar a revolução gay dos chilenos. Eles estão caminhando. Logo, logo, os gays vão descobrir o Chile como uma opção "gay friendly" em suas férias.

10- Líder da banda Montage se declara bissexual

Nessa época (outubro), a banda não era ainda tão conhecida como é hoje. O vocalista tinha topado falar sobre o assunto "sexualidade". Após a publicação do texto, ele só implicou com o trecho em que descrevo o fervor religioso de sua terra natal, o Cariri, ("onde se acredita no sofrimento, como carregar pedras na cabeça ou andar de joelhos, para chamar a atenção de Deus e ser curado"). Expliquei que, nos anos 90, durante dois meses, visitei 26 municípios da região cearense, para uma série de reportagens. A descrição não era invenção da minha cabeça. O vocalista, que questiona a insistência da mídia de apresentar a banda como "cearense", nunca mais entrou em contato.

Sérgio Ripardo/Folha Imagem
Tirana usa referências visuais soviéticas
Tirana usa referências visuais soviéticas
Novo point

Novo inferninho de São Paulo, o clube Tirana abriu na última sexta-feira na av. São João, como se antecipou na última quarta-feira. A casa estava cheia. O publicitário Zoca Moraes, 50, e o músico e arquiteto Tito Ficarelli estavam animados. Até Supla, filho da ministra Marta Suplicy (Turismo), pintou por lá. Lembra que o Supla era figurinha fácil da Lôca? Trocou a Frei Caneca pela av. São João? Ele é amigo da turma do Tirana. Embaixo do clube, funciona um forró, cheio de tiazinhas e tiozinhos.

Sérgio Ripardo/Folha Imagem
Donos do Tirana festejam abertura da casa
Donos do Tirana festejam abertura da casa
Sérgio Ripardo/Folha Imagem
Bandeira rosa na fachada do Tirana
Bandeira rosa na fachada do Tirana
Lá pelas 3h da manhã, rolava na calçada uma briga de ciúmes entre um casal (hétero) de velhinhos. Lá em cima, no Tirana, o público era bem mix: meninas e meninos lindos, estilão urbano, só interessados em dançar e beber. Um monte de garrafinhas de cerveja empilhadas na escada. O som estava bom. O legal do clube é o espaço, com dois lounges em cada lado da pista,, e a vista da São João pela janela. A decoração caprichou nas referências visuais soviéticas.

Gal Oppido/Divulgação
Imagem da exposição Alegorias Bíblicas
Imagem da exposição Alegorias Bíblicas
Religião e nudez

Nesta quinta (26), abre só para convidados a exposição "Alegorias Bíblicas", na Galeria Oeste (r. Mateus Grou, 618, Pinheiros). Nas obras, personagens bíblicos ficam todos nus, na concepção do fotógrafo Gal Oppido. Lembra que falamos do modelo Adonis Galvão, que participou da sátira gay ao filme "O Diabo Veste Prada", que venceu o show do gogo no festival Mix Brasil em 2006? Pois é, ele posou para Gal Oppido, em nu frontal explícito. Para evitar afrontar os valores de "tradição, família e propriedade", preferi violentar as obras de arte e cortar as fotos acima do billy. Tem mais fotos no link da imagem ao lado.

Divulgação
Max Fercondini posou para a revista "Nova"
Max Fercondini posou para a revista "Nova"
Os bonitões

Na edição deste mês, "Nova" atacou com três galãs: o paulistano Max Fercondini, Marcos Pasquim ("Pé na Jaca") e Sergio Marone ("Paraíso Tropical"). A publicação liberou estas três imagens dos rapazes. Eles participaram de uma reportagem sobre a receita de uma namorada ideal. Escalado para a próxima novela das 19h da Globo, Max disse que é louco por "mulher criativa e divertida" --e maduras (acima dos 25 anos) também.

Divulgação
Marcos Pasquim só faz descamisado na TV
Marcos Pasquim só faz descamisado na TV

Divulgação
Sérgio Marone está na novela das 8
Sérgio Marone está na novela das 8
Já Marcos Pasquim, que só aparece descamisado em novelas, gosta de mulheres leais ("Quero alguém 100% verdadeira. Se descubro algum sinal de falsidade, desisto"). Já Sergio Marone, namorado de Aline Moraes, disse: "Gosto das criativas e de alto-astral. A namorada perfeita é aquela que consegue me pôr pra cima, pois sou introspectivo em excesso". E os leitores de "Destaques GLS" perguntam: o que os gays querem saber disso, meu Deus? Ora, você acha que eu deletaria estas fotos?

Correio elegante

Leitor de Torres (RS) vem a SP para a parada gay (10 de junho, 13h, na av. Paulista) e quer ajuda sobre lugares onde se encontram travestis e drags. Ele não disse o que deseja fazer. Respondi com quatro sugestões:

1- Bar-restaurante Queen (r. Vitória, 826, perto do largo do Arouche)--Tem mezanino, um monte de espelhos gigantes nas paredes, ótimos para olhadas, um pequeno palco, onde drags se apresentam.

2- PlanetG (r. Rego Freitas, 56, centro, a duas quadras do Queen, também perto do Arouche)-- boate popular, barata, mas há travestis. Tem dark animadíssimo. As finas odeiam, pois acham "bagageira" demais.

3- Blue Space (www.bluespace.com.br), na Barra Funda (perto do metrô Barra Funda)-- há shows de drag nos sábados e domingos. Por causa do pequeno dark room, local propício a algo mais. Tem umas barbies.

4- R. General Jardim-- é uma das ruas do centro em que algumas trans se prostituem. Há "hoteizinhos" nas redondezas. Mas cuidado. Quem tiver mais sugestões para o leitor de Torres, meu e-mail está abaixo.

Dicas

"Lex Grego" é um blog de um viciado em musculação que mora no "sudeste do Brasil".

"Sauna gay" é um vídeo bem bobão que achei no viciante Videolog.

"Destaques GLS" é publicada às quartas. Endereço para envio de comentários e sugestões: sergio.ripardo@folha.com.br. Só serão respondidos e-mails de remetentes identificados

Leia mais
  • Novo inferninho de SP, Tirana vai bombar a São João
  • Posto 9 é um pecado na Semana Santa
  • Edson Cordeiro fala grosso; SP abre nova boate
  • Boate de SP abre guerra a gays "truqueiros"
  • São Paulo vira capital do "gay carão";
  • Gays deitam no divã e enfrentam 3 tormentos

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre destaques GLS
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página