Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
09/03/2007 - 18h00

Conflitos marcam realidade do Oriente Médio atual

Publicidade

ANDREA MURTA
da Folha Online

O Irã é hoje objeto de uma controvérsia internacional não apenas por sua recusa em interromper o enriquecimento de urânio mas também pelo suposto apoio a grupos radicais em vários países. No Iraque, os Estados Unidos acusam o Irã de fornecer armas e dinheiro para a insurgência que luta contra as forças de segurança estrangeiras; no Líbano, o Irã é freqüentemente associado ao grupo radical xiita Hizbollah, um dos protagonistas da guerra contra Israel em meados de 2006.

Mas o país persa não está sozinho ao protagonizar disputas no Oriente Médio. Marcados por diferenças religiosas, culturais e políticas, os Estados árabes e judaico (Israel) que integram a região vivem conflitos alimentados pela jogo de influências da comunidade internacional.

A última guerra no Líbano (entre julho e agosto de 2006), o conflito no Iraque, os confrontos entre Israel e várias facções palestinas, a luta no Afeganistão entre as forças internacionais e o grupo radical islâmico Taleban [grupo extremista islâmico deposto por uma coalizão liderada pelos EUA no final de 2001, que controlava mais de 90% do Afeganistão] são exemplos.

Geograficamente, o Oriente Médio se situa ao redor das costas sul e leste do mar Mediterrâneo. Em várias definições, a região se estende desde o Marrocos até a península Arábica e o Irã, mas não há um significado oficial para o termo. De forma geral, Oriente Médio assumiu seu sentido atual quando este nome foi dado ao Exército britânico que comandava no Egito durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

À época, a região conhecida como Oriente Médio englobava Turquia, Chipre, Síria, Líbano, Iraque, Irã, territórios palestinos (onde hoje se encontra o Estado de Israel), Jordânia, Egito, Sudão, Líbia e os vários Estados árabes (Arábia Saudita, Kuait, Iêmen, Omã, Bahrein, Qatar e Emirados Árabes Unidos).

Informalmente, vários outros países são hoje incluídos no termo. Os três países do norte da África --Tunísia, Algéria e Marrocos--, sendo próximos aos Estados Árabes com relação à política externa e religião, podem ser incluídos na definição. Além disso, fatores geográficos e culturais costumam associar também o Afeganistão e o Paquistão ao Oriente Médio.

Veja o mapa abaixo:

Marcelo Katsuki/Fol


Leia mais
  • Sanções da ONU ao Irã não têm legitimidade, diz especialista
  • ONU pede que Irã aceite pausa em sua atividade nuclear
  • Irã desmente ONU e nega interrupção de programa nuclear
  • ONU deixará Irã isolado com novas sanções contra Teerã
  • Países da ONU se reúnem para discutir Irã; tensão com EUA cresce
  • Pentágono criou grupo para atacar o Irã, segundo "The New Yorker"

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o programa nuclear iraniano
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

    TV TV LED, 3D, FULL HD e Smart a partir de R$ 399,90

    Home Theater | Tênis | Mais...

    Voltar ao topo da página