Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/02/2012 - 22h13

"O Artista" domina "Oscar do cinema independente"

Publicidade

FERNANDA EZABELLA
DE LOS ANGELES

"O Artista" confirmou o favoritismo imbatível desta temporada de prêmios e ganhou nas principais categorias do Spirit Awards, considerado o Oscar do cinema independente, nesta tarde de sábado em Santa Mônica, praia de Los Angeles.

O longa-metragem francês rodado nos EUA, que é mudo e todo em preto e branco, ficou com o troféu de melhor filme, direção (Michel Hazanavicius), fotografia (Guillaume Schiffman) e ator (Jean Dujardin, que não estava presente).

Outros favoritos do Oscar também receberam prêmios: o prêmio de melhor roteiro foi para "Os Descendentes" (bateu "O Artista"), o de filme estrangeiro para "A Separação" e Christopher Plummer ganhou como ator coadjuvante por "Toda Forma de Amor".

Shailene Woodley, 20, ganhou de Jessica Chastain ("O Abrigo", concorrente do Oscar) e Anjelica Huston ("50%") na categoria atriz coadjuvante pelo papel de filha rebelde de George Clooney em "Os Descendentes".

"Sete Dias com Marilyn" valeu prêmio de melhor atriz para Michelle Williams, que disputa o Oscar amanhã.

Na categoria documentário, venceu "The Interrupters", de Steve James, sobre violência em Chicago.

Ao contrário do Oscar, o Spirit Awards tem as categorias melhor primeiro filme e roteiro de estreia: "Margin Call - O Dia Antes do Fim" e "50%" ganharam, respectivamente.

O troféu John Cassavetes, para trabalhos feitos com menos de US$ 500 mil, ficou com "Pariah".

O comediante Seth Rogen foi o apresentador da noite, com piadas arriscadas, mas que rederam boas risadas da plateia. "'Drive' faz com que os judeus pareçam tão assustadores que eu pensei que Mel Gibson tivesse dirigido", disse o ator.

Ele também atua num dos filmes indicados ao Spirit Awards, "50%", sobre um jovem com câncer. O longa levou prêmio de melhor roteiro de estreia para Will Reiser, que escreveu baseado em sua história pessoal.

O Spirit Awards foi criado em 1984 e é considerado o Oscar do cinema independente por premiar filmes americanos, ou sobre a cultura americana, feitos com menos de US$ 20 milhões (cerca de R$ 36 milhões). Em 2011, "Cisne Negro" foi o grande vencedor, com os prêmios de melhor filme, diretor, fotografia e atriz para Natalie Portman.

Divulgação
"O Artista" (foto) foi o grande vencedor do Spirit Awards, Oscar do cinema independente norte-americano
"O Artista" (foto) foi o grande vencedor do Spirit Awards, Oscar do cinema independente norte-americano
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Geladeiras Geladeiras Frost Free, Duplex, a partir de R$ 862,20

TV TV LED, 3D, FULL HD e Smart a partir de R$ 399,90

Home Theater | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página