Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
21/08/2012 - 06h32

Crítica: Pornô francês mostra novo retrato de garotas russas

Publicidade

INÁCIO ARAUJO
CRÍTICO DA FOLHA

Quem são afinal as russas, ucranianas e demais garotas da ex-Cortina de Ferro? No tempo do comunismo eram representadas como tanques: gorda, parrudas e dotadas de um mau humor autoritário digno de comissários do povo.

O imaginário ocidental mudou em 180 graus assim que o Muro de Berlim veio abaixo. Podem ser militantes do Femen, aparecer na "Playboy" ou até estrelar pornôs franceses como "Internato das Colegiais Russas" (TC Action, 21/8, 2h e 3h10, 18 anos). Sim, já não se fazem russas como antigamente.

Se o interesse aqui vem mais das mutações do mundo, em "eXistenZ" (Max, 0h10, 16 anos) é o cinema com o homem mutante de David Cronenberg que mais atrai. Mas, não duvide, David curtiria esse "Internato".

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Smart TV Smart TV Diversas ofertas a partir de R$ 856,11

Notebook Notebook Trabalhe, estude, jogue, a partir de R$ 769,00

Celulares | Tênis | Mais...

Voltar ao topo da página