Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
28/04/2011 - 09h33

"Comédia MTV" causa revolta ao satirizar autismo

Publicidade

ROBERTO KAZ
DE SÃO PAULO

No dia 22 de março o programa "Comédia MTV", apresentado por Marcelo Adnet, veiculou um quadro, de três minutos, intitulado "Casa dos Autistas" (em referência ao extinto reality show "Casa dos Artistas", do SBT).

O quadro mostrava cinco comediantes gritando, esmurrando um piano e olhando para as paredes, como se fossem autistas. Considerado inapropriado pela própria emissora, a cena foi retirada do ar na reprise do programa.

A história teria passado despercebida se o vídeo não houvesse parado no YouTube. Nesta semana --um mês após a veiculação do quadro--, parentes de pessoas com autismo começaram a se mobilizar.

Uma petição on-line angariou 6.500 assinaturas pedindo que a MTV formalizasse "um pedido de desculpas pelo atos de desrespeito, imoralidade e preconceito".

Reprodução/YouTube
"ComédiaMTV" causa revolta ao satirizar autismo
"ComédiaMTV" causa revolta ao satirizar autismo

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) encaminhou um pedido de investigação ao Ministério Público Federal, sob justificativa de que o autismo atinge 2 milhões de pessoas no Brasil, e que, ainda assim, o programa reforçava "a ideia segregadora de que aqueles que não se enquadram no rótulo de 'normais' devem ser motivo de piadas".

Diante dos fatos, a última edição do "Comédia MTV", veiculada na quarta-feira, foi antecedida por um pedido de desculpas da emissora.

Ontem, após o fechamento desta edição, executivos da MTV teriam duas reuniões para tratar do assunto: em São Paulo, com Ana Ruiz, do Movimento Pró-Autista, e em Brasília, com o deputado Paulo Pimenta. "Vamos ver de que forma podemos colaborar", disse Zico Góes, diretor de programação da MTV.

O deputado Paulo Pimenta disse ver o episódio com bons olhos: "O vídeo era desastroso, mas o pedido de desculpas pode ser positivo. Vamos valorizar a parceria que se abre."

Ana Ruiz, do Movimento Pró-Autista, concorda: "Um processo seria demorado e negativo. Mas podemos aproveitar essa mídia de forma inteligente."

A MTV afirmou que não haverá mudanças na equipe do programa.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página