Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
11/06/2011 - 10h30

De cada 5 lubrificantes vendidos nos postos, 1 é adulterado

Publicidade

CIRILO JUNIOR
DO RIO

Dois em cada dez lubrificantes vendidos nos postos apresentam qualidade inferior à prometida no rótulo. A avaliação é do monitoramento mensal que a ANP faz desses produtos.

Em abril, 19,4% das amostras de lubrificantes colhidas não estavam em conformidade com os padrões exigidos e as informações dos rótulos.

O levantamento da ANP mostra que a adulteração de lubrificantes é quase dez vezes superior se comparada com as irregularidades em combustíveis como a gasolina (1,4%) e o álcool (2,9%).

Nos últimos anos, houve queda na proporção de lubrificantes irregulares. Há cinco anos, quase a metade estava fora dos padrões.

O índice atual, em torno de 20%, ainda é considerado alto, e por isso a ANP intensificará, nas próximas semanas, ações contra a adulteração.

"Já identificamos os principais suspeitos e estamos preparando ações de fiscalização. O consumidor não pode pagar por um produto e ser iludido", diz o superintendente de fiscalização do abastecimento da ANP, Carlos Orlando Enrique da Silva.

"Houve redução das irregularidades no mercado de álcool, e queremos que isso aconteça com os lubrificantes", diz Alísio Vaz, que preside o Sindicom (sindicato das distribuidoras de combustíveis e lubrificantes).

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página