Ativista climática teen chega a Nova York de barco para a cúpula da ONU

Greta Thunberg escolheu um meio que não gerasse emissões de carbono

Nova York | AFP e Reuters

​A adolescente ativista climática Greta Thunberg chegou de barco a Nova York nesta quarta (28) em um barco de emissões zero carbono, completando sua viagem de 15 dias a partir da Inglaterra para participar de uma cúpula climática das Nações Unidas em Nova York no próximo mês.

A ativista sueca de 16 anos, que partiu de Plymouth, Inglaterra, atraiu a atenção internacional no ano passado quando começou a não ir à escola às sextas-feiras para protestar contra a inação política sobre a mudança climática e inspirou jovens ao redor do mundo a fazerem o mesmo.

Greta foi recebida por cerca de 200 pessoas e 17 barcos enviados pela ONU, representando cada um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da organização.

Após a chegada, ela comentou sobre os incêndios na Amazônia: "São um claro sinal de que nossa guerra contra a natureza precisa terminar."

Greta se aproxima da Estátua da Liberdade no barco em que viajou da Inglaterra aos Estados Unidos - Johannes Eisele/AFP

Em vez de viajar em um avião que queima combustível e contribui para a poluição atmosférica, Thunberg optou por tornar sua viagem transatlântica livre de emissões de carbono navegando no Malizia II, um iate de 60 pés equipado com painéis solares e turbinas submarinas que produzem eletricidade a bordo.

O barco não tem chuveiro ou sanitários, e aqueles a bordo, incluindo o pai e os tripulantes de Thunberg, planejavam comer comida liofilizada durante toda a viagem.

"Terra!! As luzes de Long Island e New York City à frente ”, Thunberg tuitou por volta das 5h da manhã (horário de Brasília) nesta quarta-feira (28), postando uma foto de pequenos pontos de luz em um horizonte escuro.

Além da Cúpula de Ação Climática da ONU em Nova York, Thunberg pretende participar da conferência sobre mudança climática da COP 25 em Santiago, Chile, em dezembro.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.