Árvore mais alta da Amazônia tem o tamanho de um prédio de 30 andares

A árvore, conhecida como angelim vermelho, mede 88,5 metros

São Paulo

Uma equipe de pesquisadores publicou em agosto um artigo na revista científica Frontiers in Ecology and the Environment em que foi anunciada a descoberta da árvore mais alta já registrada na floresta Amazônica, com 88,5 metros de altura —tamanho equivalente ao de um edifício de cerca de 30 andares.

A árvore, conhecida como angelim vermelho (Dinizia excelsa), está localizada na Floresta Estadual do Paru, no estado do Pará, e é rodeada por outras sete gigantes de ao menos 80 metros cada uma. 

De acordo com a publicação, só é possível chegar à região de helicóptero ou com pequenos barcos pelo rio Jari, cujas quedas d’água e população de peixes carnívoros tornam a navegação demorada e perigosa.

A expedição, que durou dez dias, foi coordenada pelo professor Eric Bastos Gorgens, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

A árvore, no entanto, ainda é pequena perto da mais alta já registrada no mundo, que está no norte da Califórnia, nos EUA, e mede 115,6 metros.

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.