Descrição de chapéu Rio de Janeiro

Exército reúne Alto Comando para discutir intervenção

Oficiais debatem procedimentos iniciais para cumprir decreto presidencial

Rubens Valente
Brasília

 

 

O Alto Comando do Exército está reunido desde as 9h00 desta sexta-feira (16) no Comando do Exército, em Brasília, para discutir a intervenção federal na área de segurança pública no Rio de Janeiro.

A reunião foi determinada pelo comandante da Força, general Eduardo Villas  Bôas.

Segundo a comunicação social do Exército, os oficiais debatem os procedimentos iniciais para fazer cumprir o decreto presidencial que deve ser divulgado ainda nesta tarde no Palácio do Planalto.

O futuro interventor no Rio, o general comandante do CML (Comando Militar do Leste), Braga Neto, participa da reunião por videoconferência, assim como os comandantes militares da Amazônia, Norte, Nordeste, Oeste, Sudeste e Sul.

A reunião não é aberta à imprensa e também não está prevista nota pública sobre os resultados do encontro. Detalhes da pauta da reunião também não foram tornados públicos.

O Alto Comando compreende 16 generais de quatro estrelas da ativa, incluindo a chefia do Estado-Maior e os responsáveis por Logística, Engenharia e Finanças.

Também participam da reunião oficiais que fazem o assessoramento direto do comandante.

Nesta madrugada, o ministro da Defesa, Raul Jungmann informou que não será necessário o deslocamento de tropas de outros Estados, pois o CML teria pessoal em número suficiente.

 

 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.