Descrição de chapéu Agora

Homem é preso após agredir mulher com chutes em posto em SP

Flagrante aconteceu na zona norte e foi filmado; agressor foi solto horas depois

Carro do agressor ficou no posto onde ocorreram as cenas de violência até a tarde deste sábado (5)
Carro do agressor ficou no posto onde ocorreram as cenas de violência até a tarde deste sábado (5) - Leonardo Volpato/Folhapress
Leonardo Volpato
São Paulo | Agora

Um homem de 53 anos foi preso em flagrante após agredir, com chutes e uma joelhada na nuca, a esposa dele, da mesma idade. Ele ainda tentou atropelar a mulher por três vezes com seu carro. Câmeras do circuito interno de um posto de combustível, localizado na Vila Maria, zona norte de SP, onde ocorreram as agressões, registraram os atos.

O crime aconteceu na madrugada deste sábado (5), por volta da 1h. Nas imagens é possível ver o homem discutindo com a mulher de uma forma enérgica. Após sair do carro, o agressor tenta tirar o celular da vítima à força e a joga no chão. É nesse momento que as agressões ficam mais pesadas, com chutes e joelhada na cabeça. As imagens do atropelamento não foram divulgadas.

Apesar de ter sido preso em flagrante, o homem não ficou detido. O carro dele, por sua vez, permaneceu no local até a tarde deste sábado. Agora, ele segue à disposição da Justiça. Já a vítima representou contra ele. O caso foi registrado no 73º Distrito Policial como lesão corporal e violência doméstica.

O clima no posto neste sábado à tarde ainda era de susto. Frentistas do estabelecimento ainda pareciam confusos com relação ao ocorrido horas antes. Porém, com base no que ouviram dos colegas do turno da madrugada, deram alguns detalhes.

"Pelo que sei, ele parecia descontrolado ao agredir a moça", disse um dos frentistas que não se identificou. "De madrugada, nós frentistas ficamos muito vulneráveis, imagine então uma mulher?", disse outro, que também não disse o nome. Segundo eles, nunca antes havia ocorrido algo tão grave nas dependências do posto.

Agressor tem de ficar longe 

O agressor deverá ficar a uma distância de pelo menos cem metros da vítima, segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo.

O homem de 53 anos passou por uma audiência de custódia ontem e, em seguida, foi concedido a ele o direito de liberdade provisória.

De acordo com o TJ, ele se comprometeu a comparecer em juízo sempre que for intimado a prestar quaisquer depoimentos.

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.