Descrição de chapéu Obituário José Eduardo de Mattos (1961 - 2019)

Mortes: Artesão, ávido pela qualidade em seus modelos de sapatos

O paulistano também era vidrado em navegar e pescar e sonhava com casa na praia

Thaiza Pauluze
São Paulo

Eduardo tinha só nove anos quando aprendeu a fabricar seu primeiro sapato. Dali, o paulistano não parou mais. Embrenhou-se por solas, cadarços, palmilhas, e da brincadeira de criança se tornou artesão profissional. 

Passou por designers e marcas consagradas como Daslu e Franziska Hübener — esta última deixou em 2009, após quase duas décadas, para fundar a sua própria fábrica, que forneceria para lojas como Juliana Bicudo.

O artesão José Eduardo de Mattos que fez dos sapatos seu ofício
O artesão José Eduardo de Mattos que fez dos sapatos seu ofício - Arquivo Pessoal

Fazia tudo à mão, exclusivo, numa incessante perseguição da qualidade. Também era antenado em moda. As filhas o procuravam para perguntar sobre o look. "E aí, gostou?", e Eduardo respondia que a bolsa não combinava com a roupa ou vice-versa.

As garotas se aproveitavam ainda dos moldes femininos que o pai fazia. "Era bom quando as amostras para os clientes eram no nosso número", conta Tati. Aí elas experimentavam, viam se saía do pé ou machucava. Caso contrário, guardavam direto na gaveta. E quando uma botinha já dava sinais de cansaço, elas recorriam a ele.

Seus modelos eram refinados. Já Eduardo era gente simples, calejada, que se lambuzava num prato de arroz, feijão, bife, ovo frito. Completaria 34 anos de casado em setembro com Maria Claudete, a mulher que conheceu quando jogava bola no campinho de várzea. 

Sonhava com uma casa em Santos, para morar na praia do litoral paulista em que passou parte da adolescência. Teria também um barco — Eduardo era vidrado em navegar e pescar.

Os planos foram frustrados em 2016, quando Eduardo descobriu uma doença congênita, perdeu os movimentos do braço e precisou parar de exercer sua arte. No dia 21 de julho, uma infecção generalizada o fez parar de vez, aos 57 anos. O artesão deixa a mãe, dois irmãos, a esposa, três filhos e centenas de modelos.


Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.