Descrição de chapéu Rio de Janeiro

Turista chinês morre em tentativa de assalto em área nobre do Rio

Outra pessoa ficou ferida na ação, por volta das 23h na orla de Ipanema

Lucas Lacerda
Rio de Janeiro

Um turista chinês morreu e outro ficou ferido após uma tentativa de assalto na orla de Ipanema, área turística na Zona Sul do Rio de Janeiro, na noite de quarta-feira (28).

No fim da noite, por volta de 22h50, as vítimas foram socorridas por bombeiros na Avenida Vieira Souto, entre os postos 9 e 10 da praia de Ipanema, e encaminhadas ao Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon.

Chen Cang Yang, 31, não resistiu aos ferimentos e morreu durante a madrugada. O segundo turista ferido foi transferido para um hospital particular.

De acordo com a Polícia Militar, o Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas foi comunicado do ocorrido no início da madrugada. A ocorrência foi registrada na Delegacia Especial de Apoio ao Turismo, sob responsabilidade da Polícia Civil. A investigação do caso está sob responsabilidade da Delegacia de Homicídios da capital fluminense.

O caso se soma a outros dois recentes no Rio. No início de agosto, um chileno foi esfaqueado após recusar um produto oferecido por um homem em Copacabana, outra área nobre da cidade. O turista foi atendido também no hospital Miguel Couto e liberado em seguida.

Apenas cinco dias antes desse incidente, duas pessoas também foram feridas a faca em uma tentativa de assalto na região Lagoa Rodrigo de Freitas e morreram. O suspeito foi morto a tiros pela polícia e outras quatro pessoas ficaram feridas. 

Na área que abrange os bairros de Ipanema e Leblon, os roubos de rua apresentaram um aumento de 33% de janeiro a julho de 2019 em comparação com o mesmo período do ano passado. São 825 casos contra 621.

O indicador é estratégico para as metas de segurança das polícias fluminenses e é composto por três índices que também apresentaram aumento: roubo a transeunte (28%), roubo em transportes coletivos (25%) e roubo de aparelhos celulares (48%).

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.