Sobe para sete o número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza

Duas pessoas continuam desaparecidas; sete foram resgatadas com vida dos escombros

São Paulo

Subiu para sete o número de pessoas mortas após o desabamento de um prédio residencial em Fortaleza, a capital do Ceará. A vítima foi localizada sob os escombros pelos bombeiros na tarde desta sexta-feira (18) —três dias depois da queda do edifício, na terça (15).

O sétimo corpo resgatado, segundo os bombeiros, é de Vicente de Paula Menezes. Na noite de quinta, o copo de Rosane Marques de Menezes, 56, filha de Vicente, também havia sido resgatado dos escombros. A esposa de Vicente, Izaura Marques Menezes, 81, também é uma das vítimas que tiveram o corpo já resgatado.

As outras vítimas que morreram e já foram resgatadas da montanha de entulho são: Maria da Penha Bezerril Cavalcanti, 81, Frederick Santana dos Santos, 30, Izaura Marques Menezes, 81, Antônio Gildasio Holanda Silveira, 60, e Nayara Pinho Silveira, 31.

Duas pessoas continuam desaparecidas e são procuradas pelas equipes de resgate. As buscas prosseguem. 

Sete pessoas foram resgatadas com vida, todas no primeiro dia: Fernando Marques, 20, neto de Izaura Marques e Vicente Menezes; Antônia Peixoto Coelho, 72; José Ycaro Coelho de Menezes, 35, sobrinho de Antônia; Cleide Maria da Cruz Carvalho, 60, cuidadora de idosos que trabalhava no prédio; David Sampaio, 20; Gilson Gomes, 53, que estava em um mercadinho ao lado atingido pelos destroços do prédio; e Francisco Rodrigues Alves, 59, porteiro e zelador do Edificio Andrea.

A Policia Civil do Ceará abriu inquérito para apurar a queda do edifício, que passava por uma reforma que, segundo a prefeitura de Fortaleza, havia sido registrada somente um dia antes do incidente. Oito pessoas foram ouvidas até o momento, entre vizinhos e testemunhas.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.