Polícia investiga fogo em morador de rua na zona leste de São Paulo

Galão de combustível foi encontrado perto de vítima; Polícia Civil investiga se foi crime ou acidente

São Paulo

Um morador de rua de 39 anos foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros na madrugada deste domingo (5) com queimaduras de 2º e 3º graus após ter o corpo incendiado enquanto dormia. A polícia investiga se criminosos atearam fogo em seu corpo, a hipótese mais provável, ou se foi um incêndio acidental.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, a vítima foi encontrada consciente em uma calçada da rua Celso de Azevedo Marques, na Mooca, zona leste da capital paulista, e encaminhada ao hospital Tatuapé. O estado de saúde dele não foi informado pelo hospital. 

Ainda segundo a polícia, o homem disse não saber quem ateou fogo em seu corpo porque dormia no momento no ataque. Os policiais encontraram um galão de combustível nas proximidades. A perícia foi acionada para analisar o material recolhido e também para analisar os ferimentos da vitima.

O caso foi registrado no 56º DP da Vila Alpina e será encaminhado ao 18º DP do Alto da Mooca.

Bombeiros fazem atendimento em São Paulo durante incêndio - Zé Carlos Barretta/Folhapress

Em outubro de 2019, moradores do bairro da Mooca fizeram um abaixo-assinado para que o CTA (Centro Temporário de Acolhimento) no bairro fosse fechado. Segundo o manifesto da petição, assinada por mais de 7.400 pessoas, a região se tornou mais insegura desde a inauguração do abrigo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.