Animais são resgatados em meio a lama e escombros em Guarujá

Bombeiros resgataram 15 mortos na Baixada Santista, e há dezenas de desaparecidos após deslizamentos de terra

Guarujá (SP)

Dez animais foram encontrados em meio a escombros e muita lama na comunidade da Barreira do João do Guarda, um dos locais mais atingidos pelas fortes chuvas nesta terça-feira (3) em Guarujá, no litoral paulista.

O resgate foi realizado por voluntários e pela equipe de proteção animal do município. Ao todo, quatro gatos e seis cachorros foram levados a abrigos da região.

"Fomos ao local para resgatar os animais e encontramos, em sua maior parte, os que perderam os seus donos. Um dos que foram resgatados estava cavando na tentativa de encontrar o seu dono. Ele estava morto embaixo de uma pedra", conta Carlos Eduardo Vargas, diretor de Proteção e Bem-Estar Animal de Guarujá.

Dez animais foram resgatados de locais inundados em Guarujá, no litoral sul de São Paulo, pelo serviço de proteção animal de Guarujá
Dez animais foram resgatados de locais inundados em Guarujá, no litoral sul de São Paulo, pelo serviço de proteção animal de Guarujá - Evelyn Paula Ribeiro Alves/Folhapress

As buscas por mais animais em situação de abandono ou risco serão retomadas na manhã desta quarta (4) na comunidade.

Os deslizamentos de terra no local provocaram o soterramento de 60 a 70 barracos na comunidade. Ao menos 200 pessoas estão desabrigadas em Guarujá. Moradores de outros bairros, voluntários, ajudam retirando escombros e lama acumulada no local.

"Estamos levando ração para os animais que se encontram com seus donos em abrigos. Estamos vacinando eles principalmente contra a leptospirose", explica Vargas.

Dez animais foram resgatados de locais inundados em Guarujá, no litoral sul de São Paulo, pelo serviço de proteção animal de Guarujá
Dez animais foram resgatados de locais inundados em Guarujá, no litoral sul de São Paulo, pelo serviço de proteção animal de Guarujá - Evelyn Paula Ribeiro Alves/Folhapress

Devido as fortes chuvas, alguns bairros do município se encontraram sem abastecimento de água e de luz.

Nas últimas 12 horas, choveu em Guarujá 282 mm, o que era esperado para todo o mês; em Santos, foram registrados 218 mm de chuva; em Praia Grande, 170 mm; São Vicente, 169 mm; Mongaguá, 160 mm, Cubatão, 132 mm e Itanhaém e Bertioga, 110 mm.

Até às 18h, a Defesa Civil confirmou 16 mortes, sendo 14 somente em Guarujá, a maior parte na comunidade da Barreira do João do Guarda. As outras suas ocorreram em Santos e São Vicente. Trinta e duas pessoas ainda estão desaparecidas, vinte delas em Guarujá, dez em Santos e duas em São Vicente.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.