Mesmo com pandemia, neve e temperaturas perto de 0°C atraem turistas no RS e SC

Após o Corpus Christi, é a segunda melhor temporada do ano para hotéis na serra gaúcha, estima setor

Luciano Nagel
Porto Alegre

A aguardada neve, prevista pelos meteorologistas, chegou ao Rio Grande do Sul e a Santa Catarina e provocou maior procura de passeios a cidades turísticas voltadas ao clima frio, mesmo em meio à pandemia da Covid-19 e a números elevados de mortes e casos no Sul.

Na quinta-feira (20), houve registro de flocos de neve, ainda que esparsos, em municípios como os gaúchos São Francisco de Paula, Canela, Gramado, Cambará do Sul, Bom Jesus e Riozinho, e em cidades da serra catarinense e Grande Florianópolis como Rancho Queimado, Major Gercino e Anitápolis. As temperaturas variaram de -5,6°C a 3,4°C.

Na gaúcha Nova Petrópolis, o casal de turistas da capital do estado Tania Moura, 52, e Sergio Karntz, 62, diz que viajaram pelo frio.

“Viemos por dois motivos. O primeiro é porque adoramos o frio e o segundo é porque foi anunciado previsão de mais neve aqui na Serra. Sempre viemos para esta cidade, o povo é bem hospitaleiro aqui’’, disse empolgado por telefone o turista.

Sergio diz não ter medo de viajar e sair de casa. Ele afirma já ter contraído a Covid-19. "Em julho fui diagnosticado com o novo coronavírus. Foi uma gripe bem forte, mas felizmente não baixei hospital, apenas fiquei de quarentena em casa’’, contou.

Geada em Nova Petrópolis,  cidade serrana no Rio Grande do Sul
Geada em Nova Petrópolis, cidade serrana no Rio Grande do Sul - Tiago Becker/Folhapress

Já sua esposa Tania diz que viu neve pela primeira vez quando ainda era criança. “Foi na cidade de Chapecó em Santa Catarina’’. A expectativa deles nesta sexta (21) era de apreciar o fenômeno durante sua estadia na cidade.

De acordo com o presidente do Sindtur-Serra Gaúcha, Mauro Salles, houve um aumento significativo de turistas em busca de hospedagem na região nos últimos dias, por conta da queda da temperatura.

"Este final de semana será surpreendente. Os proprietários dos hotéis estão muito otimistas com a chegada da neve e a expectativa é muito grande com a chegada de mais turistas’’, disse Salles.

O Sindtur-Serra Gaúcha representa a classe patronal dos empresários da região, possuindo em sua abrangência as cidades turísticas de Canela, Gramado, São Francisco de Paula e Nova Petrópolis. Cerca de 300 hotéis e pousadas estão instalados nesses municípios totalizando 28 mil leitos a disposição dos turistas. No entanto, o limite máximo de ocupação nos hotéis é de 50% de sua capacidade devido à pandemia.

Na avaliação do presidente do sindicato, essa foi a segunda melhor temporada de turistas em 2020, considerando movimento e ocupação de leitos em hotéis. ‘’Antes disso, tivemos uma boa circulação de visitantes no feriado de Corpus Christi."

Para o presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur-Nova Petrópolis), Valmor Reckler, é possível observar uma leve reação dos turistas, que estariam voltando a visitar a região.

"Gradativamente o turismo vem se reestabelecendo, em especial neste final de semana por causa da neve, mas nos meses que antecederam, entre março e junho, houve uma queda muito grande de visitantes na cidade, principalmente de pessoas vindas de São Paulo e Rio."

O proprietário do Hotel Petrópolis, Marcelo Becker comemora a chegada da frente fria e o movimento de turistas em seu hotel, que pode disponibilizar metade dos seus 33 apartamentos, pelas restrições sanitárias.

Na manhã desta sexta-feira, de acordo com a MetSul Meteorologia, cerca de 70 cidades gaúchas registraram temperaturas abaixo de zero grau e com registro de forte geada, entre elas: Soledade (-7,0°C), Pinheiro Machado (-6,7°C), Farroupilha (-5,1°C), Quaraí (-5,0°C), Tio Hugo (-4,8°C) e Vacaria (-4,6°C).

No estado catarinense não foi diferente, dezenas de cidades atingiram temperaturas negativas no alvorecer da quinta.

A menor temperatura em Santa Catarina foi registrada no município de Bom Jardim da Serra, com -8,6°C, o recorde na cidade desde 2008. O município fica localizado a uma altitude de 1.232 metros. Em Urupema o termômetro chegou a marcar -7,5°C e na cidade Urubici registrou -5,8°C. Os dados foram obtidos das estações do sistema Epagri/Ciram do governo catarinense.

A previsão do tempo para a madrugada deste sábado (22) será de muito frio com temperaturas abaixo de zero nos estados sulinos. A geada também marcará presença principalmente na região dos Campos de Cima da Serra no sul e no planalto catarinense.

No sul do Paraná, as temperaturas poderão chegar a -4°C em algumas cidades. No sábado, além do frio, o tempo fica seco e ensolarado. As informações são da meteorologista Estael Sias da MetSul.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.