Praias do Rio lotam de novo e prefeitura faz apelo por distanciamento

É o segundo fim de semana seguido com aglomerações na orla da cidade

Rio de Janeiro

Apesar das restrições à permanência de banhistas na areia, as praias do Rio voltaram a registrar aglomerações neste fim de semana, levando a prefeitura da cidade a divulgar apelo para que a população respeite as regras do plano de flexibilização do isolamento social.

Com céu claro e os termômetros em torno dos 30°C, houve grande movimento no sábado (5) e no domingo (6) em praticamente toda a orla carioca. Foi o segundo fim de semana seguido de praias cheias na cidade.

Havia muita gente com cadeiras e guarda-sóis e pouca gente usando máscara. O banho de mar está liberado desde o início de agosto, mas as pessoas não podem permanecer na areia no estágio atual das medidas de enfrentamento da pandemia.

Praia do Pontal, na zona oeste do Rio. Cidade teve praias cheias pelo segundo fim de semana seguido. - Ana Branco / Agência O Globo

No meio da tarde deste domingo, a prefeitura divulgou nota pedindo colaboração da população para evitar o risco de contaminação. O estado tem 232.818 casos confirmados de Covid-19, com 16.568 mortes, segundo a Secretaria de Saúde.

“A Prefeitura do Rio faz um apelo à população para que siga as regras do plano de flexibilização, visto que a pandemia ainda está em curso e o descumprimento dessas normas pode trazer graves consequências.”

No texto, ressalta que as pessoas que vão às ruas em condições inadequadas podem contaminar outras pessoas, incluindo familiares. "É fundamental que aglomerações sejam evitadas, como em praias e bares, porque a disseminação do vírus da Covid-10 impõe todos ao risco."

Na nota, a prefeitura diz que vem fiscalizando praias e bares —que também registraram aglomeração durante o feriado, com muita gente sem máscara e desrespeito ao distanciamento social.

No sábado, diz, as equipes percorreram a orla da zona oeste da cidade e fiscalizaram 61 quiosques, além de notificar 11 barraqueiros com ponto fixo pela oferta desautorizada de cadeiras, guarda-sóis e bebidas alcoólicas.

Nas fiscalizações à noite, a prefeitura diz ter aplicado 14 multas, fechando sete estabelecimentos e encerrando um evento irregular. Em Padre Miguel, na zona norte, precisou do apoio da Polícia Militar para conter aglomeração em evento chamado “Samba da Cabeça Branca”.

O estabelecimento que promovia a festa foi autuado e o comércio da região, fechado para dispersar o público. Duas pessoas foram multadas por não usar máscara.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.