Descrição de chapéu
Haroldo Rodrigues

O case Sobral e a força do capital humano

Haroldo Rodrigues de Albuquerque Junior

Sócio-fundador da investidora de impacto in3citi​.

Nas últimas décadas, ficou mais evidente que os investimentos em capital humano se tornam cada vez mais importantes à medida que a natureza do trabalho evolui em resposta às rápidas mudanças tecnológicas.

A tese é corroborada pelo Relatório Mundial de Desenvolvimento de 2019, do Banco Mundial, que indica que os mercados estão exigindo trabalhadores com níveis cada vez mais altos de capital humano, especialmente habilidades cognitivas e sócio-comportamentais avançadas, como consequência das transformações no universo do trabalho.

O capital humano é um fator central do crescimento sustentável e da redução da pobreza. No entanto, os formuladores de políticas públicas por vezes avaliam ser difícil defender os investimentos nesta área.

Inauguração do Laboratório Google for Education em Sobral (CE)
Inauguração do Laboratório Google for Education em Sobral (CE) - Divulgação

Isso porque os benefícios de se alocar recursos nas pessoas podem levar muito tempo para se materializar. Enquanto a construção de estradas e pontes pode gerar benefícios econômicos e políticos rápidos, investir nas habilidades cognitivas de crianças e adolescentes não trará retorno até que esses indivíduos cresçam e se juntem à força de trabalho.

Apesar dos progressos substanciais que observamos ao longo dos anos, ainda há lacunas significativas nos investimentos em capital humano, que estão deixando o mundo mal preparado para o que está por vir.

Segundo dados do Banco Mundial de 2018, quase um quarto das crianças em todo o mundo tem suas habilidades subvalorizadas, vulneráveis ao mau desenvolvimento cognitivo e com sua capacidade de aprender comprometida.

É nesse cenário global, e superando condições socioeconômicas adversas, que o estado do Ceará apresenta um modelo para reduzir a pobreza de aprendizagem.

Apesar de ter o quinto menor PIB do Brasil, o estado, com 9 milhões de habitantes, registrou a maior elevação no índice nacional de qualidade educacional do ensino fundamental entre 2005 e 2017.

Do Nordeste do Brasil, num território encravado na caatinga, o investimento sistêmico em educação reforça que, como diria a cientista Marie Curie, "você não pode esperar construir um mundo melhor sem melhorar os indivíduos".

A segunda edição da pesquisa The State of Impact Measurement and Management Practice, apresentada pelo Global Impact Investment Network (GIIN) em 2020, aponta um movimento global de investidores comprometidos em incluir impacto —para além dos fatores risco e retorno— em suas decisões de aportar capital, com montantes estimados em torno de US$ 500 bilhões.

E para aqueles investidores que precisam de referências e oportunidades para experimentar alocar seu capital em produtos financeiros de impacto, a educação de Sobral pode ser o que estavam procurando.

O desafio é justamente fazer com que o capital humano de Sobral também promova o capital social e econômico.

É preciso um ecossistema estruturado que suporte e impulsione os diversos atores a alocarem recursos para uma nova economia centrada nas pessoas e no seu território. Para isso, nada melhor do que a tecnologia para democratizar oportunidades e acelerar a urgência da transformação requerida.

Mudar esse cenário é criar um projeto que transforme a economia de Sobral através da tecnologia. Há um capital, que hoje é investido em mercados tradicionais, que pode ser direcionado para empreendimentos que atuam diretamente em problemas sociais e ambientais, e que oferecem retornos financeiros a esse capital.

São exemplos dessas iniciativas a plataforma Nina, cujo foco é combater o assédio sexual no transporte público; a Agenda Edu, que busca melhorar a relação entre família e escola, e o Programa Vivenda, que visa democratizar o acesso a moradias saudáveis.

O investimento social privado pode ser o DNA desse novo ecossistema que permite integrar jovens, instituições de ensino, empresas contratadas, startups, governo, ONGs, entre outras entidades.

Negócios com base tecnológica abrem novas possibilidades para todos, em todos os setores —é o que inspira a garantir igualdade racial, social e de gênero, além de sustentabilidade e responsabilidade com o meio ambiente.

Investidores, atentem-se: Sobral, no Ceará, é um celeiro para potenciais investimentos dessa natureza, e os espera.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.