Descrição de chapéu Coronavírus trânsito

Com média de 40% nos dias úteis, isolamento social permanece estável em SP

Trânsito e número de passageiros nos ônibus da capital não tiveram mudanças significativas

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O índice de isolamento social permanece em estabilidade no estado de São Paulo, se mantendo na média de 40% nos dias úteis, segundo dados do Sistema de Monitoramento Inteligente do governo paulista.

Nas últimas quatro semanas, o índice oscilou entre 39% e 41% nos dias de semana. Nesta segunda-feira (31), o nível ficou em 41%, mesmo valor da segunda passada (24) e um ponto percentual maior que o registrado há duas semanas (17), com 40%.

Nesta semana, uma falha técnica do sistema Censo Covid não permitiu que o governo do estado atualizasse os dados de ocupação em UTIs e enfermarias de sábado (29), domingo (30), segunda (31) e terça (1o), na plataforma da Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados), onde são disponibilizados diariamente.

Para serem inseridos na plataforma, os números são extraídos do censo e repassados à fundação, mas a falha impediu que os números do final de semana e de terça-feira fossem obtidos. Na segunda-feira, o sistema estava estável e foi possível ter acesso aos dados, mas não em tempo de serem atualizados no site da Seade.

De acordo com a Secretaria do Estado da Saúde de São Paulo, quando o Censo Covid for normalizado os dados retroativos ficarão disponíveis no site da pasta.

Até terça, o estado tinha 81,9% dos leitos ocupados, enquanto na semana passada (25) eram 80,5%, e na anterior, 78,5%.

Na região metropolitana da capital, a lotação era de 78,9%, contra 77,3% registrados uma semana atrás. Há 15 dias, o índice estava em 76,8%.

Na capital paulista, não houve mudanças relevantes no trânsito, segundo dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). Ontem, foram 66 km de lentidão, pouco mais do que os 58 km da segunda passada. Há 15 dias, o congestionamento foi de 55 km.

O volume de carros nas ruas pouco mudou: havia 6,3 milhões nesta semana e 6,2 milhões nas semanas passada e retrasada.

O cenário também não mudou nos ônibus, onde os passageiros eram cerca de 1,87 milhão nesta segunda, contra 1,85 milhão na segunda passada e 1,83 milhão há duas semanas. Em cada um desses dias, circularam 11.312 coletivos.

Erramos: o texto foi alterado

Os dados de ocupação de UTIs de terça-feira (1) não foram disponibilizados pelo governo de São Paulo nem atualizados na plataforma da Seade. Os valores apresentados são, na verdade, de segunda-feira (31). O texto foi corrigido.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.