Descrição de chapéu Coronavírus

Após análise, ministério libera para uso vacinas congeladas da Janssen enviadas ao DF

Secretaria de Saúde local diz ter recebido mais de 40 mil doses em temperatura inadequada; ministério afirma que foram 2.880

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Brasília

O Ministério da Saúde enviou, na manhã deste sábado (3), doses congeladas da vacina da Janssen ao Distrito Federal, de acordo com a Secretaria de Saúde local. O órgão informou que os imunizantes ficariam em quarentena para análise.

À noite, o ministério disse em nota que, após análise, foi concluído que a temperatura não influenciou na qualidade da vacina e liberou a aplicação. Segundo a pasta, o DF recebeu 40.100 doses, mas apenas 2.880 estavam congeladas.

Mais cedo, a secretaria havia informado que todas as 40.100 doses recebidas estavam em temperatura inadequada.

"O lote informado pelo DF, com 2.880 doses, foi aprovado pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS), após a constatação de que a temperatura não influenciou a qualidade da vacina. É importante ressaltar que esse quantitativo representa apenas 2,6% do total de vacinas entregue ao DF" afirmou o ministério.

De acordo com a pasta, a capital federal recebeu mais de 109,8 mil doses da Janssen, da Pfizer e da AstraZeneca entre sexta-feira (2) e sábado.

Também em nota, a secretaria afirmou que recebeu as doses abaixo da temperatura adequada, que é de 2ºC. "No momento da conferência na Rede de Frio Central, foi observado que as vacinas estavam congeladas, abaixo da temperatura adequada para este imunizante", disse.

"Sendo assim, o Ministério da Saúde já foi acionado pela Secretaria de Saúde e a orientação do órgão federal é deixar toda a carga das vacinas em quarentena. Elas ficarão armazenadas e indisponíveis para uso no momento", informou o órgão.

Não é a primeira vez que há problemas com lotes de vacinas desde o início da campanha. A Folha mostrou nesta sexta-feira que pelo menos 26 mil doses vencidas da AstraZeneca foram aplicadas em diversos postos de saúde do país, segundo os registros oficiais, o que compromete sua proteção contra a Covid-19. Os dados constam de registros oficiais do Ministério da Saúde.
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.