Morumbi é confirmado como palco da abertura da Copa América

Maracanã sediará a final; estádio do Palmeiras também receberá jogos

Sérgio Rangel
Rio de Janeiro

​O Morumbi receberá a abertura da Copa América que será disputada no Brasil em 2019. O estádio do São Paulo foi confirmado nesta terça-feira (18) pelos executivos da Conmebol, que se reuniram em La Paz para definir as arenas envolvidas no evento.

 No próximo mês, dirigentes do São Paulo vão assinar o contrato com os organizadores do torneio.
 
Depois do final do Campeonato Brasileiro, o estádio deverá ser fechado para se adequar a uma série de exigências da entidade continental.

O clube terá que reformar os vestiários, construir um novo túnel para os jogadores dos dois times entrarem em campo juntos, além de ampliar a área de entrevistas.
 
Presidente eleito da CBF e CEO da Copa América, Rogério Caboclo é um dos responsáveis pela inclusão do estádio no torneio. Ele é conselheiro do São Paulo.
 
O Morumbi ficou de fora da Copa de 2014 porque a diretoria tricolor se recusou a arcar com uma obra milionária. O valor da empreitada da Copa América, que será bancada pelo clube, é mantido em sigilo.
 
Outros dois estádios que estiveram fora do Mundial de 2014 também vão participar do evento do próximo ano.
 
O Allianz Parque e a Arena do Grêmio também integrarão o calendário do evento. O Palmeiras também precisará fazer obras para cumprir algumas normas da entidade continental.

Vista aérea do estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi, que ficou fora das sedes da Copa do Mundo de 2014
Vista aérea do estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi, que ficou fora das sedes da Copa do Mundo de 2014 - Rubens Chaves - 10.jun.17/Folhapress

Palco da abertura da Copa, o Itaquerão está fora do torneio. A diretoria do Corinthians anunciou a desistência no mês passado. O clube acredita que a realização da Copa América no estádio não seria vantajosa.
 
A Copa América será disputada em outras quatro cidades —Rio, Salvador, Porto Alegre e Belo Horizonte.
 
O Maracanã também foi aprovado para receber a final.
 
Os cariocas querem realizar mais uma partida do evento para evitar não sediar um jogo da seleção, como aconteceu na Copa.
 
Na época, o Brasil foi eliminado na semifinal e ficou de fora da partida decisiva marcada para o Rio.
 
As partidas das semifinais serão disputadas em Porto Alegre e em Belo Horizonte.
 
A competição será disputada por 12 seleções. Além das dez equipes do continente, o Japão e o Qatar, que sediará a próxima Copa, vão participar como convidados.
 
O torneio será decisivo para o técnico Tite. Se a seleção amargar um novo fracasso, o treinador dificilmente permanecerá no cargo.
 
Tite assumiu o cargo em 2016, quando Dunga perdeu o cargo após a eliminação da seleção na Copa América.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.