Descrição de chapéu Futebol Internacional

Real Madrid anuncia volta de Zidane menos de um ano após sua saída

Técnico francês saiu do clube em maio do ano passado, após conquistar a Champions três vezes

São Paulo

​Menos de um ano após anunciar sua saída do Real Madrid, o técnico francês Zinédine Zidane retorna para o clube na vaga que era ocupada por Santiago Solari, desligado do comando da equipe na tarde desta segunda-feira (11). Um outro cargo foi oferecido ao argentino, mas não se sabe ao certo qual e se ele aceitou.

O tricampeão da Liga dos Campeões como treinador assume o time num momento completamente diferente de quando deixou o clube. O Real está em terceiro lugar no Espanhol, foi eliminado da Champions e já não conta com Cristiano Ronaldo, que foi para a Juventus.

Para substituir o ídolo francês em 2018, o Real Madrid apostou no espanhol Julen Lopetegui, que iria dirigir a seleção da Espanha na Copa do Mundo, mas acabou demitido antes do torneio. Com o espanhol, os resultados não vieram e uma goleada para o Barcelona por 5 a 1, em outubro, decretou sua saída.

Técnico da equipe B do clube, Solari assumiu o time principal de forma interina. Os resultados melhoraram. A equipe chegou a ter uma sequência de quatro vitórias —duas pelo Campeonato Espanhol, uma pela Copa do Rei e outra pela Liga dos Campeões—, o que fez com que a permanência do argentino fosse defendida pelos atletas do elenco.

Com isso, a direção do Real Madrid efetivou-o, com contrato até 30 de junho de 2021.

Nas últimas semanas, o clube foi eliminado nas oitavas de final da competição europeia pelo Ajax (HOL) e teve duas derrotas consecutivas para o Barcelona, no Santiago Bernabéu —pela Copa do Rei e pelo Espanhol.

Apesar de ter goleado o Valladolid por 4 a 1 pela liga espanhola no último domingo (10), o time ocupa apenas a terceira posição na tabela, com 51 pontos, 12 a menos que o arquirrival Barcelona, líder do torneio.

Segundo o jornal El País, o clima nos vestiários do Bernabéu já não era dos melhores. Após a eliminação para o Ajax, na última terça (5), o presidente Florentino Perez teria discutido com Sergio Ramos. Segundo a publicação, o cartola acusou o elenco de falta de profissionalismo. O zagueiro e capitão então retrucou, ao afirmar que o problema não era esse, e sim falta de pontos conquistados. Irritado, o mandatário teria ameaçado rescindir contrato com o jogador, que respondeu, de acordo com a publicação, "você me paga e eu vou [embora]".

Sob o comando de Solari, o Real Madrid fez 32 jogos. Venceu 22, empatou 2 e perdeu 8. Um aproveitamento de 71% dos pontos em disputa, maior do que o de Lopetegui, seu antecessor, que de 14 jogos venceu 6, empatou 2 e perdeu 6 (48%).

Zidane volta ao clube ostentando números maiores que os de seus dois antecessores. Em 149 jogos como técnico da equipe, o francês obteve 104 vitórias, 29 empates e 16 derrotas. Um aproveitamento de 76%.

Além dos três títulos da Liga dos Campeões, o treinador levou o Real Madrid às conquistas do Espanhol (2016-2017) e de dois Mundiais de Clubes (2016 e 2017).

O técnico foi apresentado poucas horas após o anúncio de sua contratação. Durante a entrevista de apresentação, chegou a rebater um repórter que questionou se a sua volta se dava em razão de uma dívida que ele teria com o Real Madrid.

“Você [jornalista] está errado. Não tinha nenhuma dívida com o clube. Voltei agora. Quando saí, era a melhor solução para todos, não apenas para mim”, afirmou.

Além do sucesso como treinador, Zidane também foi ídolo no Bernabéu como jogador. Em campo pela equipe conquistou uma Liga dos Campeões, um Mundial de Clubes, uma Supercopa da Europa, um Campeonato Espanhol e duas Supercopas da Espanha.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.