Descrição de chapéu Seleção Brasileira

Brasil vira sobre o México e é campeão Mundial sub-17

Gol da vitória foi marcado por Lázaro aos 47 minutos do segundo tempo

São Paulo | UOL

Jogando em casa, o Brasil derrotou o México por 2 a 1 neste domingo (17) e conquistou o título do Mundial sub-17. Disputando a final no Estádio Bezerrão, no Gama (DF), o time comandado por Guilherme Dalla Déa buscou a virada com um gol aos 47 minutos do segundo tempo.

No início da partida, o México procurava mais o campo de ataque, enquanto o Brasil tentava responder com chances de fora da área. Aos 13 minutos do primeiro tempo, Yan recebeu na direita e cruzou para a área. Gabriel Veron chegou, mas escorou por cima do gol. Três minutos depois, João Peglow recebeu da esquerda e mandou da entrada da área, acertando o travessão.

Kaio Jorge celebra o gol de empate contra o México
Kaio Jorge celebra o gol de empate contra o México - Sergio Moraes - 17.nov.2019/Reuters

O México cresceu e assustou aos 24 minutos, em falta que Efrain Alvarez cobrou pela esquerda e mandou para fora. O Brasil, que assumira o controle da partida, viu os rivais equilibrarem e só ameaçou novamente aos 41. Da intermediária, Patrick arriscou pela esquerda e parou na defesa de Eduardo García.

Logo aos 6 minutos da etapa final, João Peglow foi lançado na esquerda, ganhou da marcação e cruzou para a área, mas Kaio Jorge bateu por cima e perdeu a chance de fazer 1 a 0. Depois, aos 16, o próprio Peglow dominou no peito pela direita e bateu forte, acertando a rede pelo lado de fora. 

O Brasil era melhor, mas quando, quando errou, não demorou para sofrer o revés. Aos 20 minutos, Eugenio Pizzuto cruzou pela esquerda para a área e Bryan Gonzalez cabeceou para o chão, no contrapé do goleiro Matheus Donelli, abrindo o placar.

Em busca da reação, o Dalla Dea tirou Peglow aos 26 e colocou Lázaro. Em sua primeira chance, aos 28, o camisa 20 recebeu da direita e, livre dentro da área, bateu de primeira —por cima do gol.

O empate passou perto aos 35 minutos. Após bela troca de passes, Lázaro chutou em cima da defesa. Em seguida, Daniel Cabral arriscou da intermediária e mandou no travessão. Por fim, Gabriel Veron cabeceou por cima.

Só que a arbitragem consultou o VAR e encontrou um carrinho de Alejandro Gomez sobre Gabriel Veron no início da jogada: pênalti. Na cobrança, Kaio Jorge bateu no canto direito do goleiro García e empatou.

A virada veio em um dos últimos lances da partida. Aos 47 minutos, Lázaro, jogador do Flamengo, recebeu cruzamento de Yan pela direita e mandou de primeira para as redes.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.