Tenista chileno é sétimo campeão diferente em sete edições do Rio Open

Cristian Garin entrará no top 20 do ranking após derrotar italiano Gianluca Mager

São Paulo

Em sua sétima edição, o torneio de tênis Rio Open coroou seu sétimo campeão diferente. Neste domingo (23), o chileno Cristian Garin, 23, derrotou o italiano Gianluca Mager, 25, por 7/6 e 7/5.

Esse foi o quarto e principal título profissional conquistado por Garin, que já vinha em ascensão na carreira e assumirá a 18ª posição do ranking mundial. Mager, grande surpresa do torneio e que eliminou o favorito Dominic Thiem nas quartas de final, subirá 51 posições, para a 77ª.

O chileno Cristian Garin comemora ponto vencido na final do Rio Open
O chileno Cristian Garin comemora ponto vencido na final do Rio Open - Sergio Moraes/Reuters

Desde a primeira edição do Rio Open, os demais vencedores foram, na ordem, o espanhol Rafael Nadal, o espanhol David Ferer, o uruguaio Pablo Cuevas, o austríaco Dominic Thiem, o argentino Diego Schwartzman e o sérvio Laslo Djere.

Nunca um campeão do torneio voltou a chegar pelo menos a uma final em outra edição.

Neste domingo, as chuvas que tumultuaram a programação do evento no Rio de Janeiro desde quinta-feira (20) não atrapalharam a longa programação do dia, com a continuação das semifinais de simples e duplas que foram interrompidas na noite de sábado, além das decisões.

O argentino Horacio Zeballos e o espanhol Marcel Granollers bateram os italianos Salvatore Caruso e Federico Gaio na decisão da chave de duplas, que também nunca foi vencida por um brasileiro.

Com o polonês Lukasz Kubot, o mineiro Marcelo Melo perdeu nas semifinais para os italianos vice-campeões.

Cristian Garin recebeu o troféu das mãos de Gustavo Kuerten
Cristian Garin recebeu o troféu das mãos de Gustavo Kuerten - Sergio Moraes/Reuters
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.