Descrição de chapéu Campeonato Paulista 2020

Veja o que muda em campo nos grandes de SP após paralisação

Elencos tiveram mudanças significativas para Paulista e restante da temporada

São Paulo

Após 128 dias de paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus, o Campeonato Paulista retorna a campo nesta quarta-feira (22), e já com o dérbi entre Corinthians e Palmeiras, sem a presença de torcedores na arena em Itaquera.

Durante a pausa, a maioria dos clubes sofreu alterações em seus elencos, seja pela saída de atletas ou chegada de reforços. O caso do Santos é o mais sensível, com dois jogadores titulares, o goleiro Everson e o atacante Eduardo Sasha, acionando a Justiça contra o clube e pedindo a rescisão de contrato às vésperas da retomada do Estadual.

Jô foi a principal novidade de Corinthians durante a pausa na temporada
Jô foi a principal novidade de Corinthians durante a pausa na temporada - Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Relembre como estavam as equipes antes da paralisação e como deverão voltar a campo para finalizar o Paulista e recomeçar a temporada.

Jô chega para dar força ofensiva ao Corinthians

Após um início ruim de temporada, o Corinthians volta ao Campeonato Paulista em grande dificuldade, precisando tirar uma diferença de cinco pontos para o Guarani em duas rodadas, o que lhe daria a segunda posição do Grupo D.

Para tentar reverter o quadro não só no Estadual, mas na temporada, o time do Parque São Jorge terá o reforço do atacante Jô. Mas sua reestreia não será contra o Palmeiras, pois o clube não conseguiu registrar o jogador até a segunda-feira (20), data limite para novas inscrições no Paulista.

O centroavante de 33 anos chegou para sua terceira passagem pelo Corinthians e a ideia de Tiago Nunes é que ele atue ao lado de Boselli, 35, como uma experiente dupla de atacantes de área. Yony González, 26, devolvido ao Benfica, não está mais à disposição para o ataque. Pedrinho e Vagner Love também deixaram o clube nos últimos meses.

Nunes teve problemas para impor seu estilo de jogo desde que chegou ao Corinthians e trabalha para mudar o rumo de seu trabalho. Para isso, ele volta a apostar no ex-gremista Luan, 27, como principal articulador de jogadas da equipe.

No retorno à competição, o time alvinegro vai jogar em sua casa vazia contra o arquirrival Palmeiras. Lutando para evitar a eliminação precoce, não poderá contar com o volante colombiano Cantillo, 26, afastado por ter contraído a Covid-19.

Sem Dudu, Palmeiras busca novo protagonista

Melhor time entre os grandes no Campeonato Paulista, o Palmeiras, que precisa de apenas uma vitória para se garantir no mata-mata como um dos classificados do Grupo B, viu seu principal jogador, Dudu, 28, se despedir do clube.

Acusado de agressão pela ex-esposa, o ídolo palmeirense foi emprestado ao Al-Duhail, do Qatar, até junho de 2021. Sem o camisa 7, que em cinco anos e meio de casa e três títulos conquistados se transformou na cara de um Palmeiras vencedor, o time do técnico Vanderlei Luxemburgo busca no próprio elenco outro protagonista.

A ideia do treinador é mesclar jogadores experientes com atletas da base alviverde. O que pode abrir espaço para o jovem atacante Gabriel Veron, 17, em quem o clube aposta alto para o futuro. Gustavo Scarpa, 26, que tem outra característica –é mais organizador de jogadas– também é opção para o lugar de Dudu.

Dudu foi emprestado por um ano a um clube do Qatar após a acusação de agressão de sua ex-esposa
Dudu foi emprestado por um ano a um clube do Qatar após a acusação de agressão de sua ex-esposa - Nelson Almeida - 30.jul.2019/AFP

Além da saída do ídolo, o Palmeiras também tenta resolver outras duas pendências. O zagueiro paraguaio Gustavo Gómez, 27, ainda não teve seu novo contrato com o clube registrado –o anterior venceu em junho.

A outra incerteza recai sobre o atacante Rony, suspenso por quatro meses pela Fifa por quebra de contrato com o lbirex Niigata, do Japão, em 2018, quando se transferiu ao Athletico. O Palmeiras tenta efeito suspensivo até o julgamento de recurso que foi solicitado pela defesa do atleta.

No São Paulo, Pablo tenta convencer em nova função

Entre os grandes paulistas, o São Paulo talvez tenha sido o que mais lamentou a paralisação da temporada. Isso porque, quando o Estadual precisou ser interrompido em razão da Covid-19, a equipe tricolor vinha de duas vitórias convincentes, contra LDU pela Libertadores e Santos pelo Paulista, e o trabalho de Fernando Diniz parecia engrenar.

Líder do Grupo C e já classificado para o mata-mata, o clube do Morumbi não poderá contar mais com o atacante Antony, 20, que já estava vendido para o Ajax (HOL) e se despediu do São Paulo no dia 1º de julho.

O atacante Pablo, agora pela direita do ataque, tentará convencer em sua nova função
O atacante Pablo, agora pela direita do ataque, tentará convencer em sua nova função - Rubens Chiri/São Paulo FC

Sem a chegada de reforços durante a paralisação, o substituto do agora ex-são-paulino está no próprio elenco.

Para a vaga de Antony, Diniz tem trabalhado com Pablo aberto pelo lado direito do ataque, formando um trio ofensivo com Alexandre Pato, centralizado, e Vitor Bueno, pela esquerda. O camisa 9, que ainda não conseguiu convencer como centroavante, tentará se consolidar na nova função.

Após saídas, Jesualdo busca estabilidade no Santos

O Santos retoma a disputa estadual em relativa tranquilidade na tabela, mas com instabilidade no elenco diante das saídas iminentes de jogadores que faziam parte dos planos de Jesualdo Ferreira.

O atacante Yuri Alberto, 19, decidiu não renovar seu contrato e está a caminho do Internacional, mas as saídas mais importantes poderão ser as do goleiro titular Everson, 29, e do atacante Eduardo Sasha, 28, que entraram na Justiça contra o clube cobrando valores atrasados e buscam a rescisão do contrato.

Com cinco pontos de vantagem sobre o segundo colocado no Grupo A, a equipe tem sua classificação bem encaminhada e pode usar as rodadas derradeiras da primeira fase para ganhar ritmo e encontrar os substitutos para as vagas de Everson, que deve dar lugar a Vladimir, e Sasha, para Raniel ou Arthur Gomes.

O começo da temporada do Santos foi de altos e baixos. O técnico Jesualdo Ferreira, pressionado pelo bom trabalho do argentino Jorge Sampaoli em 2019, superou um momento de críticas duras, esboçou alguma reação antes da paralisação do futebol pela pandemia e agora tenta mostrar que pode liderar o time na luta pelo título.

Para confirmar sua passagem às quartas de final e entrar de fato na briga pelo troféu, o português conta com boas atuações do meia uruguaio Carlos Sánchez, 35. O atacante venezuelano Soteldo, 23, é outra peça importante na construção ofensiva do Santos.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.