Covid faz São Silvestre ser adiada para julho de 2021

Próximo ano terá duas edições da tradicional corrida de rua paulistana

São Paulo

O cenário incerto quanto à pandemia de Covid-19 fez com que a corrida de São Silvestre fosse adiada nesta terça-feira (22). A prova, que tradicionalmente é realizada em 31 de dezembro, foi remarcada para 11 de julho de 2021.

De acordo com o Comitê Organizador da competição, a decisão foi tomada após reunião com a Secretaria Municipal da Casa Civil.

Pela primeira vez desde a edição de estreia, em 1925, a tradicional corrida de rua ficará mais de um ano sem ser realizada.

"A decisão pela transferência leva em consideração a instabilidade do cenário atual, onde os decretos de quarentena estão sendo postergados, não havendo ainda uma definição de retorno das corridas de rua deste porte até o mês de dezembro", diz a nota divulgada pela organização.

Até 1988, a prova acontecia à noite e terminava a poucos minutos da virada de ano. Isso mudou a partir de 1989, quando passou a ser realizada à tarde. Desde 2012, a corrida acontece no período da manhã.

No ano passado, a corrida teve 35 mil inscritos para o percurso com largada e chegada na avenida Paulista, região central de São Paulo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.