Luan marca dois gols, e Corinthians derrota Sport Huancayo na Sul-Americana

Time alvinegro vence primeira no torneio e alimenta esperança de classificação à fase final

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O Corinthians cumpriu seu papel diante daquele que é considerado o time mais fraco de sua chave e venceu pela primeira vez na edição 2021 da Copa Sul-Americana. Em Lima, no Peru, contou com boa atuação e dois gols de Luan para fazer 3 a 0 no Sport Huancayo. Cauê também deixou sua marca.

Agora com quatro pontos, a formação alvinegra está empatada com o River Plate-PAR na segunda colocação do Grupo E. A liderança é do Peñarol, com nove, e só aquele que estiver em primeiro lugar ao fim das seis rodadas avançará às oitavas de final.

Derrotado pelo Peñarol em casa na semana passada, o Corinthians terá a oportunidade de dar o troco na próxima, em Montevidéu. Só ganhando no Uruguai o clube brasileiro manterá a chance real de classificação, após um início ruim na competição.

Luan é abraçado depois de marcar seu primeiro gol no jogo - Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Diante do Sport Huancayo, que continua zerado na tabela, não houve maiores dificuldades. Mancini repetiu a escalação usada no empate com o São Paulo, no último domingo (2), com três zagueiros, e viu um triunfo construído facilmente sobre um rival bastante frágil.

O placar foi aberto logo aos cinco minutos, após cobrança de falta cortada parcialmente pela defesa. Luan ficou com a sobra e finalizou com precisão, evitando qualquer possibilidade de o jogo se tornar nervoso.

Nem a altitude tinha a favor o Huancayo, cuja casa fica a quase 3.300 m do nível do mar. Por restrições ligadas à pandemia do novo coronavírus, a equipe vem atuando na litorânea capital peruana, no estádio Nacional.

Sem esse fator para forjar um equilíbrio, fez-se notar a diferença técnica enorme entre os dois lados. Mesmo com um time que está bem longe de empolgar os torcedores, o Corinthians se impôs e só não construiu uma goleada maior por falhas nas conclusões.

Oportunidades não faltaram. Aos 31 minutos do primeiro tempo, Cauê aproveitou uma delas, em jogada bem trabalhada por Otero e Lucas Piton. Na etapa final, também aos 31, Luan acertou um chute no ângulo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.