Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
12/09/2001 - 23h45

São Paulo cede empate no último minuto ao Peñarol pela Mercosul

Publicidade

da Folha Online

O São Paulo empatou em 1 a 1 com o Peñarol, hoje à noite, no estádio Centenário, em Montevidéu, e desperdiçou a chance de assumir a liderança do grupo D da Copa Mercosul. Confira os melhores lances da partida.

Com o resultado, igualou-se ao Talleres, ambos com seis pontos ganhos cada, em quatro jogos. Em seguida vem o time uruguaio, com cinco pontos, e o Velez Sarsfield, com dois pontos.

França marcou aos 33min da etapa complementar para a equipe são-paulina. Bengoechea empatou aos 45min, em pênalti sofrido por ele mesmo.

Sentindo a ausência do garoto Kaká, o São Paulo chegou com perigo à meta adversária em raras ocasiões no primeiro tempo, mas desperdiçou a chance de ir para o intervalo com uma boa vantagem no marcador.

Em pelo menos duas oportunidades, os atacantes são-paulinos falharam nas finalizações e perderam gols incríveis, irritando o técnico Nelsinho Baptista, que cobrou mais seriedade no momento das conclusões.

Aos 33min, o lance mais bonito da partida. França lançou pelo alto para Leonardo, que saiu de trás da zaga e na área emendou de bicicleta. Berbia fez difícil defesa e salvou o Peñarol.

Aos 44min, França recebeu livre na área, deixou Berbia no chão com um belo drible e bateu rasteiro, mas Cafu tirou em cima da linha, impedindo o Peñarol de tomar o gol.

O time uruguaio, por sua vez, viveu apenas dos chutes e cobranças de falta do experiente meia Bengoechea, mas sem sucesso.

Na etapa complementar, os jogadores uruguaios voltaram marcando melhor e cederam pouco espaço para as ações ofensivas do São Paulo. Mesmo assim, o time paulista chegou ao gol da vitória, aos 30min, através de França, que recebeu lançamento e tocou na saída do goleiro Berbia.

A partir daí, a equipe paulista preocupou-se mais em tocar a bola para fazer o tempo passar. O castigo, no entanto, veio no minuto final do tempo regulamentar. Júlio Batista fez pênalti em Bengoechea. O próprio bateu com perfeição e igualou o placar.

PEÑAROL
Berbia; Cafu, De los Santos (Leguizamón), Bizera e Darío Rodríguez; García, Rotundo, Bengoechea e Cedrés; Bueno e Pintos (Pilli)
Técnico: Julio Ribas

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Belletti (Reginaldo Araújo), Émerson, Jean e Gustavo Nery; Alexandre, Fábio Simplício (Carlos Miguel), Júlio Batista e Leonardo; Luís Fabiano e França
Técnico: Nelsinho Baptista

Local: Centenário, Montevidéu
Juiz: Cláudio Martin (ARG)
Amarelo: Jean e Emerson (SP); De Los Santos e Dario Rodriguez (P)
Gols: França, aos 30min, e Bengoechea, de pênalti, aos 45min do segundo tempo

Leia mais sobre a Copa Mercosul:

  • Home

  • Grupo A

  • Grupo B

  • Grupo C

  • Grupo D

  • Grupo E

  • Artilheiros

  • Regulamento

  • Campeões

  • Curiosidades

  • História

  • Ranking

  • Grupos de discussão

  • Enquete
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página