"Os caminhos estão abertos", diz Jaloo, cujo show teve mensagem positiva

Cantor interagiu com o público e agradeceu o incentivo do evento a artistas independentes

Mariana Vick

"É quando a gente vê vocês cantando que a gente vê que é real", disse o cantor Jaloo ao público em show neste domingo (20) na 14ª Virada Cultural.

O artista belenense, cuja carreira teve início em 2014, com covers e remixes de músicas pop publicados na internet, incentivou a plateia de centenas de pessoas --a reportagem não conseguiu estimativa oficial-- a seguir seus sonhos na arte, afirmando que "esse negócio de lançar música e compartilhar [nas redes]" funciona. "Todos os caminhos estão abertos para vocês", completou.

Na apresentação, que começou às 15h10 —com dez minutos de atraso— no Palco Queer, na Praça da República, Jaloo cantou covers de Luiza Possi, Lucas Santtana e Calypso, além de músicas originais, como "Cidade", "Ah! Dor!", "Last Dance" e "Say Goodbye".

Virada Cultural
Cantor Jaloo se atira nos braços do público em show da Virada Cultural - Mariana Vick/Folhapress

O artista também cantou pela primeira vez as faixas "Dói D+" e "Pode". "Ninguém sabe a letra, mas tá tudo certo, né?", brincou com o público durante o show. "Dá para lançar?"

A interação com o público foi constante no show de Jaloo: logo após a terceira música, "Downtown", ele se atirou nos braços da plateia —que o carregou, ovacionando. Em outros momentos, o artista desceu do palco para as grades, conversou, fez piadas e agradeceu o tempo todo a participação das pessoas.

"Palmas para cada um de vocês", disse Jaloo ao encerrar o show. Antes do fim, a banda fez um bis de "Last Dance" e "Say Goodbye", para satisfação do público, que pedia mais músicas quando o cantor anunciou os minutos finais.

O cantor ainda agradeceu à organização da Virada o "incentivo a artistas independentes" como ele. Ele foi a penúltima atração do Palco Queer e elogiado no fim do evento. "Melhor show da Virada", disse um fã quando acabou.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.