Talento precoce e vencedor do Grammy, trompetista Roy Hargrove morre aos 49 anos

Descoberto por Wynton Marsalis na adolescência, músico gravou com lendas como Herbie Hancock

São Paulo

O trompetista Roy Hargrove morreu, na última sexta-feira (2), aos 49 anos. A notícia foi anunciada pela página do Facebook do músico no sábado (3).

Hargrove morreu em decorrência de uma parada cardíaca, após complicações de uma doença renal. 

O músico era considerado um prodígio, de talento precoce; foi descoberto quando ainda estava no ensino médio pelo também trompetista e compositor americano Wynton Marsalis. Na época, Marsalis permitiu que ele conhecesse sua banda e o apresentou a músicos já conhecidos na área. 

Após um ano dentro na universidade de música de Boston, Hargrove lançou o primeiro álbum. Nele, havia participações com notáveis figuras do jazz como Sonny Rollins, Herbie Hancock, Jackie McLean, Oscar Peterson e outros.

Em 2000, ele começou a fazer arranjos de metais e participou do segundo álbum de Erykah Badu, "Mam's Gun". No mesmo ano, Hargrove contribuiu para o icônico álbum de D'Angelo "Voodoo and Common".

Hargrove venceu dois prêmios Grammy. O primeiro, em 1998, pelo álbum "Habana", e o segundo, em 2002, por "Directions in Music: Live at Massey Hall". Ele seguia tocando e gravando músicas até sua morte.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.