Acusado de abuso sexual, cantor R. Kelly é solto após pagar pensão alimentícia

Cantor havia sido preso por não pagar a pensão à ex-mulher

AFP

O cantor de R&B R. Kelly, 52, acusado de abuso sexual contra menores, foi solto neste sábado (9), após pagar uma pensão alimentícia pendente de 161 mil dólares (R$ 467,8 mil ) à ex-mulher.

O artista foi preso na última quarta-feira, por não pagar a pensão. "Prometo a vocês que iremos resolver toda esta situação. É tudo que posso dizer no momento", declarou R. Kelly ao deixar a prisão.

Esta é a segunda vez que ele é solto no condado de Cook, onde fica Chicago, sua cidade natal.

Em fevereiro, o cantor se declarou inocente de 10 acusações de abuso sexual envolvendo quatro pessoas, três delas menores de idade. Foi libertado no mesmo dia, após pagar uma fiança de 100 mil dólares e passar três noites na prisão.

Kelly terá que comparecer novamente à Justiça por causa destes dois casos, separadamente. 

Na primeira entrevista que concedeu depois de ter sido preso, no mês passado, por acusações de abuso sexual, o cantor negou ter feito sexo com meninas menores de idade e se retratou como vítima de uma campanha de difamação alimentada pela mídia social.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.