Natalie Portman interpretará versão feminina de Thor em quarto filme do herói

Franquia ainda pode ter primeiro herói abertamente LGBT do universo da Marvel, com Valquíria

Lello Lopes Maurício Dehò
São Paulo | UOL

No anúncio mais surpreendente da San Diego Comic Con de 2019, a Marvel revelou que no quarto filme do "Thor", previsto para estrear em 5 de novembro de 2021, o personagem será uma mulher. E a Deusa do Trovão será interpretada por Natalie Portman, a Jane Foster dos dois primeiros filmes do Thor e de "Vingadores: Ultimato".

Nos quadrinhos, Jane Foster assume temporariamente o Mjolnir em um momento em que Thor não consegue mais segurar o martelo. "Thor 4" ganhou o nome oficial de "Thor: Love and Thunder" (Thor: Amor e Trovão, em tradução livre). Ele será dirigido por Taika Waititi, que também comandou "Thor: Ragnarok". Chris Hemsworth, que até agora usou o manto de Thor no Universo Cinematográfico da Marvel (MCU), está confirmado no elenco.

Natalie Portman e Tessa Thompson falam no painel da Marvel, na 50ª edição da Comic-Con San Diego
Natalie Portman e Tessa Thompson falam no painel da Marvel, na 50ª edição da Comic-Con San Diego - Kevin Winter/Getty Images/AFP

"Thor talvez tenha ido para o banco, mas eu acho que o Taika tem alguma coisa", brincou Hemsworth. Já Portman apareceu no painel segurando o Mjolnir: "A sensação é muito boa".

Depois de ter aparecido nos dois primeiros filmes de Thor, Portman ficou de fora de "Ragnarok". Na época, circularam boatos em Hollywood de que a atriz havia se desentendido com os produtores. A personagem, entretanto, voltou em "Vingadores: Ultimato", mas a atriz fez apenas um trabalho de voz: as imagens usadas de Jane Foster foram de arquivo ou de uma dublê de corpo.

Versão feminina de Thor
Versão feminina de Thor - Reprodução

Quem retorna também com novidades para o filme é a personagem Valquíria, interpretada por Tessa Thompson. Com ela, o Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) se aproxima de incluir heróis abertamente LGBT. No evento, ela indicou que a personagem pode ter um romance com outra mulher em  "Thor: Love and Thunder".

"Primeiro de tudo, como o novo rei, ela precisa achar sua rainha. Essa vai ser a primeira coisa na lista de prioridades", afirmou. No fim de "Vingadores: Ultimato", Thor deixa Valquíria no comando de Asgard.

Thompson já havia falado sobre isso quando contou que pediu ao diretor Taika Waititi que fizesse dela bissexual, inspirando-se nas HQs. Nos quadrinhos, a personagem tem uma relação com Anabelle Riggs, uma arqueologista.

Outro anúncio que aumenta o time da Marvel é a entrada de Angelina Jolie no filme "Os Eternos", com previsão de estreia para 6 de novembro de 2020. Ela dará vida a Thena, híbrido de super-heroína, deusa e alienígena. "Estou muito animada de estar aqui. Vou trabalhar 10 vezes mais", disse a atriz durante o evento.

Além de Angelina, o filme também terá no elenco Richard Madden ("Game of Thrones"), como Ikaris; Salma Hayek como a líder Ajak; Kumail Najiani como Kingo; Lauren Ridlogg como Makkari; Brian Tyree Henry como Phastos; Lia McHugh como Sprite; e Don Lee como Gilgamesh.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.