Terry O'Neill, fotógrafo da 'Swinging London', morre aos 81 anos

Britânico imortalizou em imagens nomes como Beatles, Rolling Stones e David Bowie

São Paulo

Ao fotografar celebridades e figuras da cultura na Londres dos anos 1960, Terry O'Neill não apenas imortalizaria seus retratados —ele mesmo ajudaria a definir toda uma época. Neste sábado (16), O'Neil morreu aos 81 anos.

Vítima de um câncer de próstata, o fotógrafo teve a morte confirmada pela agência Iconic Images, que escreveu: "Como um dos fotógrafos mais emblemáticos dos últimos 60 anos, suas imagens lendárias permanecerão para sempre impressas em nossas memórias".

Fotografias de David Bowie feitas por Terry O'Neill para "Diamond Dogs" (1974)
Fotografias de David Bowie feitas por Terry O'Neill para "Diamond Dogs" (1974) - Terry O'Neill/The Davide Bowie Archive

O'Neill ficou conhecido por seu trabalho com artistas como Beatles, Rolling Stones, Frank Sinatra, David Bowie, Elizabeth Taylor, entre outros. Ao registrar a ebulição da cultura jovem britânica dos anos 1960 e popularizar rostos que apareciam no cinema, na música, na moda e em outras áreas, ele passou a colaborar com diferentes revistas e jornais ao redor do mundo.

Essa revolução cultural capturada pelo fotógrafo ficou conhecida como "Swinging London" —expressão creditada a Diana Vreeland, então à frente da revista Vogue.

Além da cultura pop, O'Neill também retratou nomes da política, caso de Nelson Mandela, de Winston Churchill e da rainha Elizabeth.

Mas foi entre os artistas que o fotógrafo se notabilizou. No Twitter, Elton John lamentou a morte. "Terry O'Neill tirou as fotografias mais icônicas de mim ao longo dos anos, capturando completamente meu humor", escreveu.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.