Netflix revela ter 29,4 milhões de assinantes na América Latina

Rentabilidade por cliente mais baixa seria entrave para que outros serviços de streaming se estabeleçam no Brasil

São Paulo

Nesta segunda (10), em relatório à SEC, a comissão de valores mobiliários dos EUA, a Netflix revelou pela primeira vez a distribuição de seus 158 milhões de assinantes por regiões do mundo.

Em dados de setembro, a América Latina somava 29,4 milhões de assinantes, um terço dos latino-americanos com acesso a banda larga, segundo a Bloomberg.

Consultores avaliam que a Netflix, no Brasil, já tenha passado dos dez milhões de clientes. 

Logo da Netflix
Logo da Netflix - Lionel Bonaventure/AFP

A região que engloba Europa, Oriente Médio e África tinha 47,4 milhões de assinantes, em setembro. Ásia e Pacífico, inclusive a Índia, 14,5 milhões. EUA e Canadá somavam 67,1 milhões.

Em média, um assinante dos EUA ou do Canadá pagou US$ 12,36 (R$ 50,42) por mês. Um latino-americano, US$ 8,21 (R$ 33,49).

A menor rentabilidade por cliente fora do mercado americano seria um dos obstáculos para o avanço global de novos serviços de streaming, como a Disney.

A revelação dos dados vem após a Netflix ter registrado pela primeira vez, no segundo trimestre deste ano, queda no número de assinantes na região dos EUA e Canadá.

Regiões Assinantes Receita média por assinatura
EUA e Canadá 67,114 milhões US$ 12,36
Europa, Oriente Médio e África 47,355 milhões US$ 10,26
América Latina 29,380 milhões US$ 8,21
Ásia-Pacífico 14,485 milhões US$ 9,31

Fonte: Netflix/Securities and Exchange Commission​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.