Descrição de chapéu Cinema

Universal e Cinemark fecham acordo para adiantar estreias do cinema no streaming

Empresas anunciam novo modelo para lançamentos diante dos prejuízos do setor em meio à pandemia

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Lisa Richwine
Los Angeles | Reuters

A Cinemark chegou a um acordo para permitir que a Universal Pictures ofereça seus filmes em lançamentos sob demanda nos Estados Unidos em até 17 dias após a estreia nos cinemas. A informação foi anunciada pelas empresas nesta segunda-feira (16).

O acordo que vale para os próximos anos é semelhante ao que a Universal fez neste ano com a AMC Entertainment, a maior rede de cinemas do planeta, aceitando uma grande mudança nos padrões tradicionais de lançamentos de filmes.

Sob o novo acordo, a Universal poderia oferecer filmes para venda em serviços sob demanda após eles serem exibidos por pelo menos três finais de semanas nos cinemas, de acordo com a nota divulgada pelas empresas. Isso diminui a janela exclusiva na qual um filme é exibido nos cinemas para até 17 dias, em vez dos quase 90 dias que eram a prática comum anteriormente.

Filmes que estreiam com mais de US$ 50 milhões, ou R$ 270 milhões, nas bilheterias serão exclusivos para os cinemas por pelo menos cinco finais de semanas, ou seja, 31 dias, antes de serem oferecidos em serviços sob demanda.

Isso provavelmente incluiria grandes franquias da Universal, como “Velozes e Furiosos” e “Jurassic World”.

Poucos filmes novos estão atualmente em exibição nos cinemas, já que muitos deles ainda estão fechados para conter a pandemia do coronavírus. As grandes redes fizeram empréstimos ou tomaram outras medidas manter a operação, e operadoras menores apelaram ao governo americano para conseguir auxílio até o final da crise.

As redes de cinemas há muito resistem às medidas para reduzir a janela de tempo na qual podem exibir um filme de maneira exclusiva e ameaçaram se recusar a exibir filmes se forem lançados muito rapidamente em serviços sob demanda. Isso mudou em julho quando a AMC chegou a um acordo com a Universal para permitir que filmes sejam lançados em tais serviços após três semanas.

Pessoas de bicicleta ao lado de cinema
Pessoas ao lado da rede de cinema AMC, em Nova York, nos Estados Unidos, em 25 de junho - Angela Weiss / AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.