Descrição de chapéu Livros

Ruy Castro se debruça mais uma vez sobre os loucos anos 1920 cariocas em livro

'As Vozes da Metrópole' lança luz sobre a produção de escritores que protagonizaram aquele anos

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Passados 22 anos do lançamento de "Ela É Carioca – Uma Enciclopédia de Ipanema", de 1999, o jornalista e escritor Ruy Castro, colunista deste jornal, volta a se debruçar sobre o tema com o novo "As Vozes da Metrópole".

Se lá uma amplitude de verbetes dava conta de transcender a alma do Rio de Janeiro, a obra de agora lança luz sobre a produção poética e jornalística dos escritores que foram protagonistas e testemunhas dos anos 1920 cariocas.

O colunista e escritor Ruy Castro em retrato de 2019 - Eduardo Knapp/Folhapress

Não que a década seja novidade para Castro, que pormenorizou esses anos da cidade em "Metrópole à Beira-Mar", sobre a ebulição cultural vivida entre o Carnaval de 1919 e a Revolução de 1930, e "Carmen", biografia de Carmen Miranda que traça um panorama da boemia do Rio de Janeiro da época.

É justamente essa expertise de Castro que ancora "As Vozes da Metrópole". Se a literatura se faz presente na obra pelo próprio gênero tocado com maestria pelo escritor, a juventude carioca resvala ainda pela modernidade na arquitetura, nas artes plásticas e na música.

Crônicas, reportagens e trechos de romances são outros recursos a partir dos quais o jornalista evoca 40 autores para essa releitura biográfica.

As Vozes da Metrópole

  • Preço R$ 79,90 (464 págs.); R$ 39,90 (ebook)
  • Autor Ruy Castro
  • Editora Companhia das Letras
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.