Preço do diesel fica estável pela segunda semana seguida

Litro foi vendido, em média no país, por R$ 3,388; 0,11% maior que na semana anterior

Nicola Pamplona
Rio de Janeiro

Pela segunda semana consecutiva, o preço do diesel ficou estável no país, de acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis). O preço da gasolina também não apresentou variação significativa na semana passada.

Segundo a pesquisa de preços da agência, o litro do diesel foi vendido, em média no país, por R$ 3,388. O valor representa um aumento de 0,11% com relação à semana anterior —ou uma variação de apenas R$ 0,004 por litro. 

Imagem de posto de gasolina do Rio de Janeiro durante a paralisação dos caminhoneiros - Xinhua


Foi a segunda semana seguida de estabilidade após um mês de queda, provocada por descontos concedidos pela Petrobras e pelo governo federal para pôr fim à greve dos caminhoneiros. Em acordo com a categoria, o presidente Temer prometeu um corte de R$ 0,46 por litro nos preços de bomba.

O preço vigente na semana passada, porém, é R$ 0,207 inferior ao praticado antes do início da greve. Em comparação com a primeira semana de paralisação, a queda é de R$ 0,40.

Denúncias sobre a falta de repasses levaram a Secretaria Nacional do Consumidor a notificar no fim de junho sete distribuidoras de combustíveis, solicitando esclarecimentos sobre seus preços.

As empresas alegam, porém, que o repasse prometido pelo governo dependia da redução do ICMS definido pelos estados. Além disso, os preços do biodiesel, que é misturado ao diesel vendido nos postos, subiram em junho.

De acordo com os dados da ANP, o litro de gasolina foi vendido no país a R$ 4,494 na semana passada, praticamente o mesmo que os R$ 4,496 verificados na semana anterior. Já o preço do etanol hidratado fechou a quinta semana consecutiva em queda, em R$ 2,808 por litro.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.